Research BESI: Compra da PT Portugal pela Zopt demoraria tempo e Oi pode não querer esperar

BESI: Compra da PT Portugal pela Zopt demoraria tempo e Oi pode não querer esperar

A eventual participação da Zopt na compra da PT Portugal, ou de parte dos activos da Oi, enfrentará várias questões de concorrência, o que pode dificultar a operação. Até porque, salientam os analistas do BESI, a Oi não estará interessada em esperar tanto tempo para vender os activos em Portugal.
BESI: Compra da PT Portugal pela Zopt demoraria tempo e Oi pode não querer esperar
Miguel Baltazar/Negócios
Sara Antunes 06 de novembro de 2014 às 09:43

A Zopt, que detém 50,01% da Nos e que é detida pela Sonae e Isabel dos Santos, diz poder estar interessada em envolver-se numa solução que defenda o "interesse nacional" na PT Portugal. 

 

E, como noticia esta quinta-feira, 6 de Novembro, o Negócios, à Zopt não lhe interessa apenas os activos em Portugal. A proposta pode incluir as operações em África, nomeadamente a Unitel que a Oi já disse querer vender. O que a distingue da proposta dos franceses da Altice.

 

"Nesta altura é difícil perceber que intenções pode ter a Zopt" com esta posição. "Se o objectivo for formar um consórcio que envolva a Zopt/Nos e outros operadores em Portugal, nomeadamente a Vodafone, e talvez outros investidores para dividirem a PT Portugal, pode ser sujeito a uma análise regulatória extensa e a uma conclusão incerta", afirmam os analistas do BESI numa nota de análise divulgada esta quinta-feira e à qual o Negócios teve acesso.

 

Uma coisa é certa: "vai demorar muito tempo" para que a compra da PT Portugal, através da Zopt ou da Altice, esteja concluída. E, salientam os analistas, "nesta fase, a Oi pode não estar disposta a esperar tanto para vender a PT Portugal", uma vez que esta operação vai permitir que a operadora brasileira capte recursos para participar na consolidação do mercado de telecomunicações no Brasil.

 

Os analistas do BESI consideram mesmo que, tendo em consideração este contexto, a participação da Zopt na compra da PT Portugal é "um tiro no escuro", já que enfrentará muitas objecções.

 

"Da perspectiva da Sonae, nesta altura não esperamos que invista mais dinheiro no negócio de telecomunicações, a não ser que seja uma oportunidade verdadeiramente boa para aumentar" o valor accionista, através da Nos, adiantam os analistas.

 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI