Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BPI coloca PT "sob revisão" após investimento de 900 milhões na Rioforte

A casa de investimento decidiu colocar "sob revisão" a avaliação da Portugal Telecom. Está à espera de mais informação sobre o investimento em dívida da Rioforte e potenciais implicações. Ainda assim, admite que a queda recente das acções já desconta eventuais perdas.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 09 de Julho de 2014 às 20:44

O BPI decidiu colocar a Portugal Telecom "sob revisão", depois "dos desenvolvimentos" gerados pelo investimento de cerca de 900 milhões de euros em papel comercial da Rioforte. E devido "à ausência de esclarecimentos satisfatórios sobre as posições da PT e da Oi", salienta o analista Pedro Pinto numa nota publicada esta quarta-feira, 9 de Julho.

 

O BPI explica que a ausência de informação "aumenta o nível de incerteza e o número de possíveis cenários", ainda que "os riscos de potenciais perdas já foram descontados" no preço da acção, o que faz com que o potencial de queda "pareça limitado".

 

Desde que se soube deste investimento, a 26 de Junho, as acções da Portugal Telecom já afundaram 30,8%. Só esta quarta-feira, os títulos deslizaram 5,53% para 2,00 euros, tendo chegado a afundar 10,72% para 1,89 euros, um valor nunca antes atingido. Foi, aliás, a primeira vez que as acções recuaram para um valor inferior a 2,00 euros.

 

Ainda assim, "a possibilidade de haver consequências ao nível da gestão" e os potenciais riscos elevam as preocupações do mercado "e criam um nível elevado de incerteza aumenta o potencial de queda."

 

Esta operação tem pressionado bastante as acções da PT porque, além das fortes críticas, nomeadamente de accionistas da Oi, há receios de que possa haver incumprimento no reembolso por parte do GES. Parte dos cerca de 900 milhões de euros vencem a 15 de Julho, sendo que o Expresso diz ainda esta quarta-feira que o cenário central assumido pela operadora é de que não será reembolsada na data da maturidade, numa operação que está a ser investigada pela Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.

Ver comentários
Saber mais BPI Portugal Telecom PT Rioforte BES GES
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio