Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Citi corta avaliação da Altice e prevê queda de receitas em Portugal

O Citi esteve a analisar a Altice, tendo determinado um corte no preço-alvo. Ainda assim, as acções continuam a ter um potencial de subida. Para o negócio em Portugal o banco prevê uma queda de receitas e EBITDA no trimestre.

Ivan Guilbert/Bloomberg
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 08 de Outubro de 2015 às 13:12
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Citi reviu em baixa a avaliação da Altice para incorporar várias questões, nomeadamente as aquisições já anunciadas e o aumento de capital. A casa de investimento avalia agora a dona da Meo em 21,0 euros por acção, o que corresponde a um corte de 16% face ao anterior preço-alvo (25,0 euros). A nova avaliação confere às acções um potencial de valorização de 7,7% face à actual cotação (19,50 euros).

 

A nova avaliação tem por base um corte realizado ao preço-alvo da Numericable SFR, detida em cerca de 70% pela Altice, a redução das perspectivas de negócios, uma vez que a operadora francesa anunciou já novas aquisições, bem como a diluição de capital, explicam os analistas numa nota de análise divulgada esta quinta-feira, 8 de Outubro.

 

Queda de receitas e EBITDA no trimestre

No que respeita a Portugal, o Citi mantém as suas estimativas para o mercado nacional no acumulado do ano, com as receitas previstas em 1,4 mil milhões de euros este ano e em 2,3 mil milhões em 2016. Já o EBITDA deverá ascender a 583 milhões este ano, 986 milhões no próximo ano e superar os mil milhões de euros em 2017. A Meo só contribui para os resultados da Altice a partir de Junho deste ano.

 

No terceiro trimestre a Altice deverá registar uma queda de receitas de 2,1%, "com as receitas internacionais a caírem 1,9%, essencialmente devido a Portugal", explicam. O mercado nacional deverá gerar receitas no valor de 608 milhões de euros no terceiro trimestre do ano, menos 7,3% do que no mesmo período homólogo, estima a casa de investimento. Já o EBITDA deverá diminuir, em Portugal, 11,7% para 248 milhões de euros.


As acções da Altice, liderada por Patrick Drahi (na foto), seguem em queda 1,56% para 19,50 euros, o que corresponde à primeira queda em cinco sessões.

 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro. 

Ver comentários
Saber mais Altice Meo Patrick Drahi Citi research bolsa
Outras Notícias