Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Credit Suisse recomenda vender acções após "rally" com a Fannie Mae e Freddie Mac

Os investidores devem vender acções, depois do "rally" despoletado com a nacionalização da Fannie Mae e Freddie Mac pelos EUA. A recomendação é do Credit Suisse que justifica a posição com o facto das economias norte-americana e europeia continuarem debilitadas.

Paulo Moutinho 09 de Setembro de 2008 às 09:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
Os investidores devem vender acções, depois do “rally” despoletado com a nacionalização da Fannie Mae e Freddie Mac pelos EUA. A recomendação é do Credit Suisse que justifica a posição com o facto das economias norte-americana e europeia continuarem debilitadas. A sessão bolsista de ontem foi excepcional.

Os índice mundiais registaram ganhos acentuados, no dia de ontem. As praças europeias registaram a melhor sessões em cinco meses e o S&P 500 subiu mais de 2,1%. No entanto, para o Credit Suisse, os mercados não terão assistido a uma inversão, definitiva, na tendência negativa.

Uma recuperação é improvável e a valorização das acções não irá durar, pelo que o banco de investimento recomenda aos investidores que vendam as suas acções, após este momento positivo. O analista Andrew Garthwaite sustenta a perspectiva com o facto das economias da Zona Euro e do Reino Unido estarem “próximo de recessão” e da crise no mercado imobiliário dos EUA ainda estar longe do fim.

“Os preços das casas nos EUA ainda têm de cair pelo menos mais 10% a 15%”, refere o analista do Credit Suisse numa nota citada pela Bloomberg. “Levará dois anos e meio até que seja absorvido [pelo mercado] o excesso de imóveis” que existem no mercado norte-americano.

Ver comentários
Outras Notícias