Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Deutsche Bank diz que acções da PT só estão atractivas nos 7 euros

O banco alemão reviu em baixa de 12% o preço-alvo para a PT, considerando que o papel só estará em níveis atractivos perto dos 7 euros. O analista Guy Peddy sugere uma estratégia de remuneração mais agressiva e insiste na alienação da Vivo à Telefónica Mó

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 15 de Junho de 2005 às 09:54
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

 

Guy Peddy diz que a PT tem capacidade para aumentar o actual programa de recompra de acções próprias dos actuais 3% (300 milhões de euros) para os 5% (500 milhões de euros).

Para 2006, o Deutsche Bank sugere um novo «share buy back» de 270 milhões de euros e mais 260 milhões no ano seguinte, embora reconheça que as reservas da operadora de telecomunicações poderão não ser suficientes para um programa de tal dimensão.

Uma outra alternativa apresentada pela casa germânica para aumentar a rendibilidade dos accionistas passa pela alienação da Vivo à Telefónica Móviles.

A Vivo é uma «joint venture» detida em partes iguais pelas duas maiores operadoras ibéricas. No entanto, segundo Peddy, a PT deverá estar «reticente» em alienar este activo, devido ao fraco crescimento que se verifica no mercado doméstico.

Mais lidas
Outras Notícias