Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Goldman Sachs está otimista nas renováveis e aposta na EDP e EDPR

O banco subiu o preço-alvo da EDP Renováveis de 13,50 para 14 euros. Recomenda comprar as ações da cotada e da EDP.

A maioria da energia consumida na ilha da Graciosa é agora proveniente de fontes renováveis.
DR
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 26 de Maio de 2020 às 11:36
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

O Goldman Sachs publicou esta terça-feira uma nota de research onde dá uma perspetiva positiva para o setor das renováveis, destacando a EDP e a EDP Renováveis entre as apostas preferidas.

 

"Depois de 10 anos de aumento de concorrência, acreditamos que os retornos nos parques eólicos e solares vão registar uma inflexão positiva", dizem os analistas do banco numa nota de research a que o Negócios teve acesso, estimando também que há agora condições para o aumento das operações de concentração na indústria.

 

Um movimento que também pode "acelerar a rentabilidade do setor e ajudar o mercado a ficar mais confortável com a avaliação do aumento da capacidade no longo prazo", refere o Goldman Sachs.

 

Neste contexto, o Goldman Sachs estima que os movimentos de concentração no setor podem contribuir para um aumento entre 15 e 30% nas avaliações das cotadas e por isso recomenda exposição aos "grandes players" do setor: RWE, EDP Renováveis/EDP, Orsted, Iberdrola e SSE.

 

O Goldman Sachs tem uma recomendação de "comprar" para as ações da EDP, com um preço-alvo de 4,70 euros, assinalando que a reestruturação que a EDP está a efetuar no seu portefólio de ativos tem duas grandes vantagens para a empresa portuguesa: potencial de cristalização de valor e reforço do balanço. "Além disso, a empresa pode acelerar o crescimento nas renováveis", acrescenta.

 

Para a EDP Renováveis, uma das "escassas histórias de um ‘player’ puro de crescimento nas renováveis", a recomendação é de "comprar", com preço-alvo de 14 euros, um aumento de 50 cêntimos face aos anteriores 13,50 euros. O Goldman Sachs avalia os ativos da empresa a 14,9 euros por ação, aplicando depois um desconto de liquidez de 15%.

 

As ações da EDP caem 0,63% para 4,258 euros e os títulos da EDP Renováveis descem 0,68% para 11,64 euros.

Ver comentários
Saber mais Renováveis Goldman Sachs EDP EDP Renováveis research EDPR
Outras Notícias