Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Haitong: Oposição de Angola pode colocar Santoro e CaixaBank de novo a negociar

A OPA do CaixaBank sobre o BPI precisa da aprovação de Angola. A oposição dos angolanos poderá colocar em risco a operação e trazer de volta as negociações entre os dois maiores accionistas do banco.

A empresária angolana Isabel dos Santos tem posições na Galp e na Nos. Isabel dos Santos detém 45% da Esperanza Holding, entidade que tem uma posição de 45% na Amorim Energia. Esta entidade controla 38,34% da Galp. A empresária tem ainda posição na Nos através da Zopt. No total, aquelas posições rendem 47 milhões de euros em dividendos a Isabel dos Santos.
Miguel Baltazar
Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 19 de Abril de 2016 às 08:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

O CaixaBank formalizou esta segunda-feira, 18 de Abril, a oferta pública de aquisição (OPA) sobre o BPI, mas o banco catalão precisa da aprovação de Angola para avançar com a oferta. Caso o Banco Nacional de Angola (BNA) se oponha ao negócio, Isabel dos Santos e CaixaBank poderão ter de voltar às negociações.

A OPA sobre o BPI foi a solução encontrada pelos espanhóis para tentar desbloquear o impasse no banco português, após o fracasso das negociações com o segundo maior accionista do BPI, a Santoro. Mas, Angola tem uma palavra decisiva sobre este negócio.

Se Luanda bloquear a oferta, "o BPI, os seus accionistas e os reguladores teriam necessidade de se encontrar novamente e desenhar uma nova solução", antecipam os analistas do Haitong.

O banco de investimento admite que caso se confirme a oposição de Angola, "pode aumentar significativamente o risco do negócio não avançar sob os termos e condições anunciados ontem pelo CaixaBank".

O banco espanhol propõe-se pagar 1,113 euros por cada acção do BPI, um preço que surpreendeu o mercado, que antecipava uma contrapartida mais atractiva. Ainda assim, os espanhóis já esclareceram que, caso se vejam obrigados a aumentar a contrapartida, a operação é retirada.


Carlos Cobo e Juan Carlos Calvo adiantam ainda que, depois de terem sido aprovadas as mudanças nos limites de voto no banco, não é claro se Isabel dos Santos poderá atrasar a aprovação e o período que o CaixaBank antecipa para a operação estar concluída. O Haitong lembra que banco catalão espera que a transacção esteja concluída no terceiro trimestre caso seja bem sucedida.

Ver comentários
Saber mais BPI bolsa OPA CaixaBank Isabel dos Santos negociações analistas contrapartida preço prémio Santoro
Mais lidas
Outras Notícias