Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

HSBC corta preço-alvo da Zon Multimédia e da Portugal Telecom

O banco de investimento reduziu o preço da Portugal Telecom e da Zon Multimédia e mas mantém as recomendações e a preferência pelos títulos da operadora liderada por Rodrigo Costa.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 04 de Agosto de 2011 às 13:40
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
A Zon Multimédia viu a sua avaliação cortada de 4,5 euros para 4,2 euros por acção, enquanto a recomendação continua a ser de “overweight”. Já a Portugal Telecom viu o preço-alvo descer de 9,0 euros para 6,8 e permaneceu inalterada em “neutral”.

“A Zon continua a ser a nossa preferida para investir no mercado de telecomunicações portuguesas”, afirmam os analistas, que acreditam que o consenso dos analistas “subestima a resiliência de operadores de cabo como a Zon”.

Na Portugal Telecom os analistas notam que, segundo as suas estimativas, a distribuição de dividendos “assume distribuição total do ‘free-cashflow’” e sublinham que é “necessária visibilidade sobre os dividendos que a PT irá receber da sua participação na operadora brasileira Oi”, refere a nota de análise assinada pela equipa de analistas do HSBC.

O valor dos dividendos provenientes da Oi “não pode ser tomado como um dado adquirido até que a Oi forneça informação formal sobre os dividendos”, assegura o banco de investimento, que adianta que isso deverá ocorrer quando a “estrutura de accionistas for simplificada”. “Provavelmente no final de 2011”, acrescentam os analistas.

As acções da Portugal Telecom negoceiam inalteradas nos 5,852 euros e o preço-alvo do HSBC confere-lhes um potencial de valorização de 16%. A Zon Multimédia perde 2,93% para 2,687 euros por acção e o preço-alvo indicado pelo banco confere-lhe um potencial de 56%.
Ver comentários
Saber mais Portugal Telecom Zon Multimédia PSI-20 research
Outras Notícias