Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ibersecurities recomenda «entrada» na PT só a níveis de 5,50 a 5,70 euros

A Ibersecurities recomenda aos investidores a entrada nas acção da Portugal Telecom (PT), no curto prazo, só a níveis de 5,50 a 5,70 euros. A ES Research afirma que a 6 euros a PT está a «níveis atractivos».

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 07 de Março de 2003 às 11:32
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Ibersecurities recomenda aos investidores a entrada nas acção da Portugal Telecom (PT), no curto prazo, só a níveis de 5,50 a 5,70 euros. No longo prazo, a corretora ibérica sugere um preço alvo de 8 euros.

Numa nota de «research» em reacção às contas anuais da Portugal Telecom (PT) [PTC], a corretora diz que os resultados «foram positivos», embora não sejam suficientes para justificar uma subida a curto prazo.

Assim, o banco aconselha assumir posições longas na operadora a níveis de 5,50 a 5,70 euros, mas a longo prazo, sugere um preço alvo de 8 euros, ou seja, um potencial de valorização de 33%, e uma recomendação de «compra».

A operadora liderada por Horta e Costa apresentou ontem um resultado líquido de 391 milhões de euros referente ao exercício de 2002, mais 27,3% que no ano anterior.

Também numa nota a comentar os resultados da empresa, o ES Research afirma que os lucros saíram 10% acima das expectativas, considerando que a PT, cotando a 6 euros, está a «níveis atractivos».

Na sequência destes resultados o Espírito Santo Research adianta que vai rever as suas avaliações e estimativas para a PT. Actualmente a recomendação é de «compra, alto risco», com um preço-alvo de 9,4 euros.

As acções da PT desvalorizavam 0,5% para 5,97 euros.

Ver comentários
Outras Notícias