Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

JP Morgan mantém recomendação de «underweight» para a banca portuguesa

A JP Morgan manteve a recomendação de «underweight» para a banca portuguesa, a mais baixa entre o sector na Europa, pois, apesar de a economia nacional dar sinais de melhoria, o crescimento nas receitas é moderado e o potencial de corte de custos limitado

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 20 de Abril de 2005 às 16:09
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A JP Morgan manteve a recomendação de «underweight» para a banca portuguesa, a mais baixa entre o sector na Europa, pois, apesar de a economia nacional dar sinais de melhoria, o crescimento nas receitas é moderado e o potencial de corte de custos limitado. O BPI é a acção preferida do banco de investimento.

Num estudo de hoje sobre as perspectivas para a banca europeia, a JP Morgan diz que «apesar da melhoria da situação económica do país», mantemos a recomendação de «underweight» para a banca portuguesa.

Isto porque o crescimento das receitas é moderado, devido às baixas taxas de juro e aumento da concorrência, enquanto o potencial de corte de custos é agora limitado, depois dos processos de reestruturação dos anos anteriores.

Assim, o banco de investimento diz que as surpresas positivas devem advir dos menores níveis de provisões, pois a qualidade dos activos aumentou, após os processos de «limpeza» efectuados por diversos bancos.

«Para alem desta performance nada excitante», a JP Morgan diz que os múltiplos dos ainda estão «caros» e prevê pressões sobre o capital dos bancos portugueses com a introdução das novas regras contabilísticas IFRS, sobretudo devido às apertadas bases de capital do sector, provocadas pelos défices dos fundos de pensões e perdas nas participações accionistas.

O «top pick» da JP Morgan para a banca nacional continua a ser o Banco BPI, apesar de «vermos pouco potencial nas acções face aos níveis actuais».

O banco de investimento tem preços-alvo para o BES (12 euros), BCP (2 euros) e BPI (3 euros), que são inferiores às actuais cotações dos bancos. As recomendações são de «underweight» para o BES e «neutral» para os outros dois bancos.

Na Europa, o Deutsche Bank é um dos «top picks» da JP Morgan, que decidiu melhorar os «ratings» dos bancos franceses para «overweight» e os espanhóis para «neutral».

Para além de Portugal, a banca a retalho no Reino Unido e o também britânico HSBC, são os únicos a receber uma recomendação de «underweight», a mais baixa atribuída pelo banco de investimento.

Ver comentários
Outras Notícias