Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Nomura corta 45% do preço-alvo para a Zon Multimédia e baixa recomendação

O banco de investimento reduziu a recomendação para os títulos da operadora para "neutral", ao contrário do que fez com as restantes empresas do sector. As acções da Zon Multimédia deverão chegar aos 3 euros nos próximos 12 meses e não aos 5,5 euros, como o Nomura esperava anteriormente.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 18 de Setembro de 2012 às 11:50
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...
O Nomura cortou para quase metade o preço-alvo que atribui às acções da Zon Multimédia e deixou de recomendar a compra desses títulos.

As acções da operadora presidida por Rodrigo Costa (na foto) deverão estar a cotar, dentro dos próximos doze meses, nos 3 euros e não nos 5,50 euros que eram até aqui indicados, de acordo com uma nota de “research” publicada esta terça-feira, a que o Negócios teve acesso.

O novo preço-alvo definido pelo analista Henrik Nyblom confere um potencial de valorização de 34%, dado que as acções da cotada estão a negociar nos 2,242 euros na sessão desta terça-feira (a Zon perde 1,58%).

Na nota de análise, o Nomura indica que o sector do cabo e do satélite da Europa continua a apresentar um “bom desempenho”. “Mas acreditamos que a avaliação continua atraente e é sustentada por um espaço para um retorno de capital significativo”, acrescenta o especialista do banco japonês.

“Assim, continuamos optimistas em relação à perspectiva para as empresas de cabo europeias”, salienta Nyblom, reiterando a recomendação de "comprar" a várias cotadas como a Ziggo e à Virgin Media. A excepção é a Zon Multimédia, cuja recomendação é reduzida de “comprar” para “neutral”.

Embora sem avançar nenhuma razão específica para a decisão, o Nomura reduz as estimativas de resultados por acção para 2012 e 2013. Para o presente ano, a estimativa de resultados por acção era de 0,18 euros, descendo agora para os 0,13 euros. No que diz respeito a 2013, a queda é ainda maior. A previsão de resultados por acção da Zon para o próximo ano é de 0,15 euros, que compara com a estimativa anterior de 0,23 euros.


Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de “research” emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de “research” na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.

Ver comentários
Saber mais Zon Multimédia Rodrigo Costa research
Outras Notícias