Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

O que vai acontecer às acções depois do fim da OPA

Com o fim da operação deverá também ter terminado o estado de graça de todas as cotadas envolvidas. A margem para correcção de todas as empresas envolvidas na OPA: PT, PTM, Sonae e Sonaecom, é elevado.

Paulo Moutinho 05 de Março de 2007 às 00:10
  • Partilhar artigo
  • ...

A Sonae SGPS deverá "sofrer [no mercado] no imediato, mas a empresa deverá conseguir recuperar já que tem potencial por si só", considera o analista John dos Santos.

Para o analista da Lisbon Brokers, a Sonae SGPS, que controla pouco mais de 50% do capital da empresa liderada por Paulo Azevedo, registará uma quebra, no entanto, essa desvalorização não deverá aproximar-se da quebra estimada para a Sonaecom.

"O mercado não está a avaliar devidamente os activos da empresa, nomeadamente a Sonae Sierra", defende o analista, justificando desta forma a sua visão. Também Teresa Martinho, do Banif, recorda o facto de a "holding" liderada por Belmiro de Azevedo ter outras linhas de negócio, pelo que não será tão afectada quanto a sua participada, a Sonaecom.

A Sonae SGPS poderia chegar a uma cotação de 2,80 euros por acção, caso a OPA tivesse sido bem sucedida, afirma a Lisbon Brokers, que, ainda assim, sem OPA, tem potencial de subida até aos 2,20 euros.

Outras Notícias