Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT deverá negociar entre 9,17 e 9,45 euros após descontar dividendo

O banco de investimento reduziu o preço-alvo da operadora para incorporar o pagamento do dividendo extraordinário de um euro aos accionistas, mas acredita que o preço não vai ajustar de forma tão brusca.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 21 de Dezembro de 2010 às 12:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O preço-alvo foi reduzido de 10,60 euros por acção para 9,60 euros por acção, incorporando o anúncio de que a Portugal Telecom aprovou, anteontem, o pagamento de um dividendo extraordinário no valor de um euro por acção. O recomendação é “neutral”.

Apesar de ajustarem a sua avaliação no valor total do dividendo pago, os analistas acreditam que o preço dos títulos da operadora não vai ajustar à distribuição na totalidade do montante distribuído excepcionalmente. Depois da distribuição a PT deverá negociar a um desconto inferior face às pares, esperam os analistas.

“Acreditamos que a incerteza associada ao investimento na Oi e também a volatilidade do prémio de risco soberano justificam que a PT negoceie a um desconto face ao mercado”, diz a nota de investimento assinada pela analista Alexandra Delgado.

“No entanto, o actual desconto de 5,6% é, na nossa opinião, demasiado alto (...), por isso acreditamos que o pagamento do dividendo extraordinário não deverá ser totalmente ajustado e que a PT deverá negociar a um desconto menor face à média do sector”, quando a operação estiver concluída.

O banco de investimento refere que a Portugal Telecom negoceia a um preço que leva o valor da empresa a ser equivalente a 5,1 vezes o EBITDA estimado para o final de 2011. Um múltiplo que lhe confere um desconto face às pares (que negoceiam a um múltiplo médio de 5,4) e que os analistas acreditam que vai ser crescer para 5,2 a 5,3 vezes o EBITDA, após a distribuição do dividendo.

Menor desconto face ao sector deverá levar PT a negociar entre os 9,17 e os 9,45 euros

Estes múltiplos que levam o banco de investimento a chegar a um preço “ex-dividendo” de 9,17 a 9,45 euros por acção, segundo explica a nota de investimento a que o Negócios teve acesso. A nota da análise refere ainda que esta avaliação não incorpora o pagamento do dividendo normal de 0,65 euros por acção que terá lugar em Maio de 2011.

Por já incorporar a distribuição de dividendos que vai ocorrer no dia 23 de Dezembro, o actual preço-alvo de 9,60 euros por acção não é comparável com o preço das acções.

Mas face ao intervalo de preços que os analistas antecipam para depois da distribuição extraordinária [9,17 a 9,45 euros], a avaliação confere um potencial de valorização que vai de 1,6% a 4,7% e que justifica uma recomendação “neutral”.

Na sessão de hoje, as acções da Portugal Telecom valorizam 1,03% para 9,878 euros.



Ver comentários
Saber mais Portugal telecom PT research
Mais lidas
Outras Notícias