Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Resultados da Galp Energia bem recebidos pelos analistas

Os resultados trimestrais da petrolífera portuguesa ultrapassaram as estimativas dos analistas. A margem de refinação no trimestre foi superior à de referência, o que impulsionou o resultado da unidade de refinação e distribuição.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 28 de Outubro de 2010 às 13:38
  • Partilhar artigo
  • ...
O Banif IB classifica os resultados da Galp energia como “positivos”, já que ficaram acima das suas estimativas e o BPI Equity Research refere que estes foram “acima do consenso em todas as frentes”.

O resultado da unidade de Refinação e Distribuição foi notavelmente mais forte no trimestre”, ao ficar apenas 10% abaixo do registado no trimestre anterior, “apesar de uma quebra de 38% na margem de refinação na margem de referência para a Galp Energia”, refere o Barclays Capital, numa nota de investimento a que o Negócios teve acesso.

Na Exploração e Produção o preço média do petróleo cresceu para 74,5 dólares por barril e os custos operacionais cresceram 95% em termos homólogos, para 15,4 dólares por barril, devido às operações de manutenção nos campos de Kuito e BBLT e o início da produção na CPT Tômbua-Lândana. A produção “net entitlement” evidenciou um bom desempenho, refere a nota de investimento assinada por uma equipa de analistas do BPI Equity Research.

Início da produção em TUPI já era esperada

O consórcio que junta a Galp Energia, Petrobras e BG para a exploração do Tupi, na bacia de Santos, começou hoje a operar o novo navio-plataforma, que tem capacidade para produzir 100 mil barris de petróleo por dia. A petrolífera potuguesa tem uma participação de 10% no consórcio. O BPI Equity Research diz que esta notícia tem um impacto “neutral” na cotada liderada por Ferreira de Oliveira, uma vez que esta notícia já “era esperada há algum tempo”, diz a nota de investimento no Iberian Daily desta manhã.

Na sessão de hoje, os títulos da Galp Energia valoriza 1,43% para 13,47 euros por acção.


Ver comentários
Outras Notícias