Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Société Générale melhora recomendação da REN para "comprar"

O preço-alvo está nos 2,75, o que confere às ações um potencial de subida de 33% face à última cotação.

REN
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 25 de Março de 2020 às 07:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O analista Jorge Alonso do departamento de "research" do banco francês Société Générale elevou a recomendação para as ações da REN – Redes Energéticas Nacionais, de "manter" para "comprar".

 

O preço-alvo manteve-se nos 2,75 euros, o que implica um potencial de valorização de 33% face à cotação de fecho desta terça-feira (2,0650 euros).

 

Os "target" atribuídos pelas casas de investimento à empresa e que são acompanhados pela Bloomberg oscilam entre 2,35 e 3,40 euros, pelo que o preço-alvo médio é de 2,64 euros.

 

Com esta reavaliação do Société Générale, a REN tem agora oito recomendações de "comprar" e quatro de "manter". Não há qualquer recomendação de "vender".

 

A REN vai divulgar esta quarta-feira, depois do fecho da bolsa nacional, os seus resultados referentes a 2019. Os analistas têm uma projeção média de que os lucros da empresa liderada por Rodrigo Costa atinjam os 112,8 milhões de euros, o que compara com os 115,7 milhões de euros em 2018.

 

Na segunda-feira, recorde-se, o Goldman Sachs reviu em baixa o preço-alvo atribuído à EDP, EDP Renováveis e REN, numa reavaliação às ‘utilities’ europeias no contexto da propagação global do coronavírus – que, segundo o banco norte-americano, "implica riscos maiores para cotadas expostas a atividades de fornecimento e com grandes balanços".



Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.
Ver comentários
Saber mais REN Société Générale Jorge Alonso bolsa
Mais lidas
Outras Notícias