A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

UBS atribui potencial de subida de 26% ao Banif

A UBS reviu em alta a avaliação para os títulos do Banif, passando a atribuir ao banco liderado por Horácio Roque um "target" de 7,80 euros, o que representa um potencial de subida de mais de 26%. O novo preço-alvo da casa de investimento suíça reflecte a

Paulo Moutinho 01 de Agosto de 2007 às 10:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A UBS reviu em alta a avaliação para os títulos do Banif, passando a atribuir ao banco liderado por Horácio Roque um "target" de 7,80 euros, o que representa um potencial de subida de mais de 26%. O novo preço-alvo da casa de investimento suíça reflecte a revisão das estimativas de resultados, após a divulgação dos números do primeiro semestre.

"Os resultados da primeira metade ficaram 9% acima das nossas estimativas ao nível operacional", refere o analista Fredic Stahl, numa nota de investimento enviada, hoje, a clientes.

O responsável salienta, das contas reveladas na passada segunda-feira, o aumento de 21% das receitas da banca (5% acima das previsões da UBS), que foram impulsionadas pelas comissões e pelo aumento da negociação.

O único "senão", para a UBS, foi a quebra nas margens do crédito concedido (descida de 25 pontos base face ao período homólogo) que "ficou a dever-se a um aumento na concorrência", refere a casa de investimento suíça.

Após a apresentação das contas dos primeiros seis meses, a UBS reviu as suas estimativas de resultados para o Banif (revisão de 4% nos lucros de 2007 e 2008). O analista Fredic Stahl prevê um crescimento médio nos lucros de 26% este ano e no próximo.

Esta perspectiva está agora incorporada na nova avaliação do banco. O preço-alvo da casa de investimento para o banco liderado por Horácio Roque passou dos 7,50 para os 7,80 euros, um aumento de 4%, que atribui às acções do banco um potencial de subida de 26,6%, tendo em conta a cotação actual.

Os títulos do Banif [banin] seguem em queda de 1,28%, a cotar nos 6,16 euros, acompanhando a tendência negativa das restantes cotadas, tanto nacionais, como internacionais.

A UBS reiterou a recomendação de "comprar" para as acções do banco e a sua preferência pelo Banif entre os bancos nacionais (já que transacciona a 15% de desconto face aos pares domésticos).

Outras Notícias