Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

UBS baixa "targets" do BES, BPI e Banif e recomenda "vender" BCP

A UBS actualizou as estimativas para o sector financeiro português, revendo em baixa previsões de resultados, o que se traduziu num corte dos "targets" para o BPI, o Banif e o BES, este último que continua, no entanto, a ser o seu preferido no panorama na

Paulo Moutinho 23 de Abril de 2008 às 09:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A UBS actualizou as estimativas para o sector financeiro português, revendo em baixa as previsões de resultados, o que se traduziu num corte dos "targets" para o BPI, o Banif e o BES. Em relação ao BCP, o banco de investimento continua "cauteloso" e recomenda "vender" os títulos.

"Revemos as estimativas para o sector financeiro português, antes da apresentação dos resultados do primeiro trimestre de 2008", refere a UBS, acrescentando que espera uma quebra global de 13,3% nos resultados líquidos, isto apesar de antever "um aumento de 9% nos empréstimos e de pequenos estreitamentos das margens".

A UBS salienta que espera que o BES "apresente os melhores resultados do sector", ainda que preveja uma redução de 4,7% nos lucros. "O BPI [que apresentou uma quebra de 22% nos lucros para 75,3 milhões de euros] foi fraco", afirma o banco de investimento, acrescentando que continua "cauteloso" quanto ao BCP, para quem espera uma redução nos lucros de 9,8%. O Banif deverá lucrar menos 18,3%.

Em resultado destas previsões, e tendo também em conta as operações de aumento de capital a decorrer (BCP, BPI e Banif), a UBS cortou as suas avaliações para os títulos de três dos quatro bancos. O BCP [bcp] manteve o "target" de 1,80 euros, enquanto o BPI [bpin] viu o seu preço-alvo cair em 29%, dos 5,50 euros para 3,90 euros, o que levou o banco de investimento a cortar a recomendação de "comprar" para "neutral".

Para o Banif [banin] a UBS tem agora um preço-alvo de 5,30 euros, face ao anterior de 7,80 euros, sendo que o BES [besnn] está avaliado, agora, em 14,30 euros, uma redução de 9,5%, "target" que continua a conferir às acções do banco liderado por Ricardo Salgado um potencial de subida de cerca de 20%.

O BES "continua a ser o nosso preferido no sector nacional", destaca a UBS, salientando que também estaria "exposta ao mercado português via infraestruturas e "holdings" (por exemplo, a Mota-Engil, Cimpor e Sonae SGPS)" e que gosta "do Espírito Santo Financial" para quem tem um preço-alvo de 24,80 euros e uma recomendação de "comprar".

Ver comentários
Outras Notícias