Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euro atinge valor mais alto desde o Brexit

A moeda única europeia está a valorizar mais de 0,5% face ao dólar para negociar no nível mais alto desde o referendo no Reino Unido. Contudo, o euro ainda não voltou ao nível pré-Brexit.

Bloomberg
Rita Faria afaria@negocios.pt 16 de Agosto de 2016 às 09:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A moeda única europeia está a negociar em alta face ao dólar pela terceira sessão consecutiva, numa altura em que as perspectivas de uma subida lenta dos juros nos Estados Unidos estão a penalizar a divisa norte-americana.

O euro valoriza 0,7% para 1,1262 dólares, o valor mais elevado desde 24 de Junho, um dia depois do referendo sobre o Brexit, em que os eleitores britânicos votaram a favor da saída do Reino Unido da União Europeia.

Ainda assim, a moeda única não recuperou a totalidade das perdas desde o "choque" do referendo, já que antes de ser conhecida a decisão do povo britânico, o euro transaccionava acima de 1,13 dólares. No dia após a consulta popular, a moeda europeia fechou a sessão a cair 2,35% para 1,1117 dólares, depois de ter chegado a afundar 4,15%, pressionada pelos receios em torno das consequências do "Leave" para a economia da Zona Euro.

O dólar, por seu lado, está a perder terreno face às principais congéneres mundiais, penalizado pelas perspectivas de que a Reserva Federal poderá não aumentar os juros até ao final do ano.

De acordo com a Bloomberg, os traders apontam para uma probabilidade inferior a 50% de a Fed anunciar um novo aumento da taxa directora até Dezembro. Esta quarta-feira serão conhecidas as minutas da reunião de política monetária de Julho que poderão dar algumas pistas sobre a actuação do banco central.

O euro sobe mais de 3% face ao dólar desde o início do ano, depois de ter perdido mais de 10% e 11% em 2015 e 2014, respectivamente, anos marcados pela batalha do Banco Central Europeu (BCE) contra as pressões deflacionárias na região.   

Ver comentários
Saber mais euro dólar Brexit Estados Unidos câmbios referendo Zona Euro
Mais lidas
Outras Notícias