Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euro avança face ao dólar há quatro dias consecutivos

Na última semana, a moeda única tem-se valorizado em relação à divisa norte-americana, embora sem subidas expressivas. Mas decisão do BCE, que será conhecida esta quinta-feira, pode conduzir a nova evolução.

Bloomberg
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 06 de Junho de 2013 às 07:51
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O euro está a negociar em alta face ao dólar americano na sessão desta quinta-feira, mantendo uma tendência positiva que se verificou em toda a semana. O euro segue no valor mais alto desde 9 de Maio, há praticamente um mês.

 

A divisa das 17 nações europeias soma 0,15% para ser transaccionada por 1,3112 dólares. A cotação do euro representa uma subida de 0,9% face ao que se registava no final da semana passada. Esta semana, a moeda única europeia tem estado sempre a ganhar terreno, embora com valorizações pouco expressivas.

 

A ditar a subida do euro está, em parte, a divulgação de dados económicos abaixo do previsto nos Estados Unidos. O facto de terem sido contratados menos trabalhadores do que o esperado no país, em Maio, está a fazer com que o dólar perca força o que, em contrapartida, beneficia o euro.

 

Mas os investidores estão à espera da reunião do conselho do Banco Central Europeu, que irá anunciar esta quinta-feira, 6 de Junho, a decisão relativa à taxa de referência para a Zona Euro, actualmente em 0,5%. A expectativa dos economistas consultados pela Bloomberg é que a taxa seja mantida nesse valor, mas a conferência de imprensa do governador Mario Draghi poderá dar indicações sobre eventuais novos cortes.

 

“A reunião do BCE é sempre um potencial movimentador de mercado, dada a duração da conferência de imprensa. Os jornalistas deverão perguntar sobre as taxas de remuneração de depósitos negativas [algo sinalizado na última sessão] e outro corte de taxa [de referência], pelo que a evolução do preço do euro poderá ser flexível”, avisa o estratega cambial Sean Callow à Bloomberg.

 

 

 

 

 

Ver comentários
Saber mais euro dólar Mario Draghi taxa de juro câmbio
Outras Notícias