Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mercado acredita que eleição do Syriza não dita saída da Grécia da Zona Euro. Euro recupera

Os investidores especulam que a vitória do Syriza nas eleições deste domingo não vai levar o país a sair da Zona Euro. Por isso, e depois de ter recuado para 1,11 dólares, a moeda europeia está a recuperar.

Reuters
Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 26 de Janeiro de 2015 às 10:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

O euro está a recuperar terreno face à divisa norte-americana. Depois de ontem ter recuado para os 1,1165 dólares (mínimo de Setembro de 2003), esta manhã a divisa europeia chegou a cair 0,95% para os 1,1098 dólares - o valor mais baixo desde Setembro de 2003 – estando, porém, por esta altura, a somar 0,33% para 1,1241 dólares.

 

Esta evolução tem lugar numa altura em que os resultados finais das eleições gregas deste domingo são já conhecidos. O Syriza venceu o escrutínio, obtendo 149 lugares do parlamento helénico. Assim, o partido liderado por Alexis Tsipras ficou muito próximo da maioria absoluta (tinha de ter 151 lugares dos 300 que tem o Parlamento grego) e tem de coligar-se com outro partido. Algo que entretanto já aconteceu. Alexis Tsipras já conseguiu um acordo para formar um Governo de coligação.

 

O responsável máximo dos Gregos Independentes, Panos Kammenos, afirmou aos jornalistas em Atenas que aceitou apoiar um governo liderado por Alexis Tsipras. Aos 149 deputados eleitos pelo Syriza, juntam-se assim mais 13 deputados deste partido.  

 

Os investidores acreditam, assim, que apesar desta vitória do Syriza, a Grécia não vai sair da Zona Euro. Andamos "uma longa distância durante um curto período de tempo e algumas pessoas podem achar que é altura de aclarar posições. Tínhamos uma forte convicção de quem ia ganhar as eleições, por isso a próxima parte é fundamental", afirmou à Bloomberg Jeremy Stretch, do Canadian Imperial Bank of Commerce, em Londres, Reino Unido.

 

"O que achamos é que este resultado traz, de novo, volatilidade", afirmou Ben Pedley do HSBC Private Bank em Hong Kong, à Bloomberg. "Pensamos que uma saída da Grécia tem uma probabilidade muito, muito baixa", acrescentou.

Ver comentários
Saber mais euro dólar Alexis Tsipras Parlamento Gregos Independentes Panos Kammenos Atenas Grécia Zona Euro
Outras Notícias