Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Preferência dos investidores pela Fed acentua-se

No "jogo" dos mais populares entre os bancos centrais, a Fed de Ben Bernanke é mais popular que o BCE de Mario Draghi. A popularidade de Draghi quase duplicou desde Setembro.

Negócios negocios@negocios.pt 08 de Dezembro de 2011 às 18:38
  • Partilhar artigo
  • ...
Num inquérito realizado pela Bloomberg entre 5 e 6 de Dezembro, os resultados são claros. Os investidores que participaram a nível global consideram que o papel da Reserva Federal dos EUA na gestão da crise foi superior ao papel desempenhado pelo Banco Central Europeu.

Em três meses, a percentagem subiu de 60 % para 71%. Apenas 13% dos participantes apontou que a forma como BCE geriu a crise foi superior à da Fed. Assim, os participantes desta “poll” preferem as políticas desenvolvidas por Ben Bernanke (na foto com Jean-Claude Trichet), àquelas que Jean-Claude Trichet e Mario Draghi têm desenvolvido.

Todavia, e apesar de apenas ter iniciado o seu mandato há pouco mais de um mês, Mario Draghi sobe quase para o dobro em termos de popularidade, de 36% para os 63%. Porém, esta “poll” foi realizada antes de Mario Draghi ter adiantado que o mandato do banco central não é apoiar países em dificuldades, seja directamente, seja através do FMI, seja através de outros mecanismos.

Apesar de ter descido os juros para 1% e ter anunciado novas medidas de apoio à banca, os mercados de capitais não reagiram bem as estas palavras do presidente da autoridade monetária da Zona Euro.

A justificar este comportamento pode estar aquilo que Jennifer Howard, uma das participantes no inquérito, citada pela agência de informação norte-americana, que avança que “a liderança de Bernake e o seu optimismo sensível são essenciais durante a recuperação da economia norte-americana”.

Posteriormente, ao colapso do Lehman Brothers, a Fed desenvolveu vários programas de “quantative easing” que acabam por injectar mais dinheiro na economia através de mais impressão de moeda. No caso do BCE, a prioridade da autoridade monetária da Zona Euro é a inflação.

A Administração Obama também subiu desde do último inquérito. Barack Obama é visto de forma favorável por 48% dos inquiridos, enquanto no inquérito realizado em Setembro, o presidente norte-americano recolhia 39%. Timothy Geithner, secretário de Estado do Tesouro norte-americano subiu seis por cento desde o último inquérito para os 53%.

Ver comentários
Saber mais Fed BCE bancos centrais Mario Draghi ben bernanke
Outras Notícias