Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Alemanha emite dívida a taxa negativa antes de eleições na Grécia

A maior economia da Europa vendeu obrigações a um preço que confere uma taxa de juro implícita negativa. Na prática, investidores pagaram para estar expostos à segurança relativa da dívida alemã.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 13 de Junho de 2012 às 12:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • 21
  • ...
As obrigações vendidas pelo Governo liderado por Angela Merkel têm maturidade em Abril de 2018 e foram vendidas a um preço que lhes confere uma taxa de juro implícita de -0,31%, segundo os dados da Bloomberg relativos à emissão. A procura foi equivalente a 2,25 vezes a oferta, ficando acima da média deste ano, segundo a Reuters.

As obrigações com um cupão de 0,75% foram vendidas ao preço médio de 106,27 euros por cada obrigação no valor de 100 euros. Os investidores a pagaram mais pela dívida alemã do que esperam receber ao longo da vida da obrigação, numa altura em que se aproximam as eleições na Grécia, que terão lugar a 17 de Junho e depois de o resgate da banca espanhola ter sido mal recebido pelos mercados.

O montante de dívida vendido pela Alemanha foi de 770 milhões de euros e o leilão ocorreu dias antes das eleições na Grécia, que terão lugar no dia 17 de Junho. As eleições ocorrem depois de na última ida dos gregos às urnas os partidos com mais votos não terem conseguido formar um Governo de coligação.

Itália também emitiu dívida esta manhã, vendo os juros cobrados pelos investidores para financiarem o Governo liderado por Mario Monti disparar na emissão de obrigações a um ano. A taxa de juro saldou-se nos 3,972%, o que compara com 2,340% num leilão comparável que teve lugar a 11 de Maio. Em Março, noutro leilão comparável, a taxa de juro implícita fora de 1,405%.

Ver comentários
Saber mais leilão de dívida Alemanha juro juros dívida
Outras Notícias