Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Avaliação da banca às casas volta a subir e regressa a valor recorde

A avaliação bancária da habitação atingiu um valor mediano de 1.111 euros por metro quadrado em abril, mais um euro do que no mês anterior.

Vai haver empréstimos sem juros do Estado para ajudar inquilinos e senhorios.
Sérgio Lemos
  • Assine já 1€/1 mês
  • 15
  • ...
Após uma redução registada no mês de março, o valor mediano a que os bancos avaliam as casas no âmbito do crédito à habitação voltou a subir e fixou-se em 1.111 euros por metro quadrado em abril de 2020, regressando, assim, a um valor recorde. Os dados foram publicados esta quinta-feira, 28 de maio, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), que ressalva que o número de avaliações bancárias reportado caiu ligeiramente em abril, devido à situação de pandemia atualmente vivida.

Em março, mês em que foi decretado o estado de emergência em Portugal, a avaliação bancária tinha caído pela primeira vez num período de quatro anos, para 1.110 euros, um movimento que o INE justificou com o impacto da pandemia do coronavírus. Contudo, no mês seguinte, voltou a verificar-se uma subida e o valor mediano da avaliação bancária regressou aos 1.111 euros, um valor que já tinha sido alcançado em fevereiro deste ano e que representa o mais elevado desde que há registo estatístico.

O INE aponta, ainda assim, que "o número de avaliações subjacentes aos resultados apresentados diminuiu 12% face a março e 2% face ao mês homólogo". Ao todo, foram analisadas cerca de 22 mil avaliações bancárias relativas a abril.

Os 1.111 euros registados em abril de 2020 representam uma subida de 0,1% face a março do mesmo ano e um aumento de 9,5% em relação a abril do mesmo ano.

Este movimento de subida verificou-se quer nos apartamentos, quer nas moradias. No primeiro caso, o valor mediano da avaliação bancária aumentou de 1.209 euros para 1.210 euros por metro quadrado. Já nas moradias, a avaliação que a banca faz às casas subiu de 923 para 939 euros por metro quadrado.

Lisboa ultrapassa Algarve

Pelo primeira vez desde o início desta série estatística, que remonta a 2011, os valores registados na Área Metropolitana de Lisboa ultrapassaram os do Algarve, depois de, em março, as duas regiões já terem registado os mesmos números.

Em abril, a avaliação bancária às casas em Lisboa manteve-se inalterada nos 1.483 euros por metro quadrado, enquanto, no Algarve, a avaliação caiu de 1.483 para 1.482 euros por metro quadrado.

Entre março e abril, a subida mais expressiva registou-se nos Açores, onde a avaliação aumentou de 908 euros para 937 euros por metro quadrado, seguindo-se o Centro, com uma subida de 818 euros para 831 euros por metro quadrado.

Notícia atualizada pela última vez às 11h27 com mais informação.
Ver comentários
Saber mais avaliação bancária habitação crédito ine banca
Mais lidas
Outras Notícias