Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banca cede menos 20% de novos empréstimos às empresas

Desde o arranque de 2013 que a banca não cedia tão poucos empréstimos a empresas. Menos crédito às empresas mas mais empréstimos às famílias. Esta foi a realidade de Julho no que diz respeito ao financiamento à economia.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 09 de Setembro de 2014 às 13:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • 11
  • ...

A banca cortou no crédito que vendeu às empresas em Julho. Verificou-se uma redução superior a 20%, uma dimensão que não se via desde o início de 2013.

 

O sector financeiro cedeu, em Julho, créditos a empresas na ordem dos 3.790 milhões de euros, abaixo dos 4.764 milhões de euros que tinham sido concedidos em Junho. O número de Julho, segundo apontam os dados do Banco de Portugal, representa a menor cedência de financiamento desde Março.

 

A maior quebra foi sentida nos empréstimos superiores a 1 milhão de euros, normalmente destinados a grandes empresas. Nos créditos de menor montante, o movimento foi inverso mas insuficiente para alterar a tendência global.

 

Já no que às famílias diz respeito, a tendência foi inversa. Houve um crescimento de 9,3% dos créditos concedidos pela banca a particulares, que totalizaram os 655 milhões de euros, o valor mais elevado de 2014. Houve mais novas operações em Julho do que em Junho tanto nos empréstimos a habitação e consumo como para outros fins (educação e energia, por exemplo).

 

Contudo, como o peso dos créditos a particulares é inferior ao dos empréstimos a empresas, a tendência global dos novos financiamentos à economia em Julho foi negativa. Uma queda de 17% que contrariou as subidas nos três meses anteriores.

 

 

(notícia corrigida às 19:02: o crédito de montante inferior a 1 milhão de euros para as empresas ganhou terreno ainda que seja insuficiente para alterar a tendência de quebra dos empréstimos a empresas)

Ver comentários
Saber mais Banco de Portugal serviços financeiros banca crédito
Outras Notícias