Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Crise em Chipre impede descida da prestação da casa

Os contratos de crédito com revisão trimestral em Abril vão sentir um aumento ligeiro no valor da prestação. Uma evolução que resulta, em boa parte, da subida da Euribor a 3 meses, na sequência das notícias do resgate financeiro a Chipre.

André Veríssimo averissimo@negocios.pt 28 de Março de 2013 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Quem tem o crédito à habitação com revisão em Abril, com base na média da Euribor de Março, vai sentir um agravamento de 0,3% no valor da prestação a pagar de Maio. Um empréstimo de 100 mil euros, a 30 anos, com um "spread" de 0,7%, passa a pagar uma mensalidade de 317,74 euros. A diferença é muito pequena: mais um euro do que o valor actual. A prestação podia até ter ficado mais barata, não fosse a crise em Chipre.

As Euribor começaram o ano em alta, perante a perspectiva de uma recuperação da economia da Zona Euro ao longo do ano e a possibilidade de o Banco Central Europeu começar a retirar liquidez do sistema financeiro, com a reabsorção dos empréstimos de longo prazo à banca. Esse movimento levou a que os contratos do crédito revistos este mês registassem a primeira revisão em alta da mensalidade em um ano e meio.

Os dados negativos sobre a economia da região voltaram a empurrar as Euribor para baixo a partir do início de Fevereiro. Um movimento que continuou em Março, mas que foi interrompido a partir do dia 15, com o resgate financeiro a Chipre e a imposição de perdas aos depositantes. O impasse negocial entre o país e a troika, que durou até ao último domingo, levou os bancos a exigirem juros mais elevados para emprestarem fundos entre si no mercado interbancário. O resultado foi uma subida da Euribor, que colocou a média de Março acima da registada em Dezembro, conduzindo à subida da prestação.

Nos contratos indexados à Euribor a seis meses a prestação ainda vai descer, embora menos do que seria expectável. Quem tem revisão da taxa em Abril, paga menos 2,2% a partir de Maio. São menos 7,23 euros por mês, num empréstimo de 100 mil euros.

Ver comentários
Saber mais Crédito à habitação prestação da casa Chipre crise
Mais lidas
Outras Notícias