Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Deutsche Bank não vê risco de incumprimento para breve na Zona Euro

Um estratega do banco alemão diz que Irlanda, Portugal e Grécia não correm risco de "default" no futuro próximo.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 16 de Novembro de 2010 às 12:37
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...
O responsável pelo departamento da banca de investimento no Deutsche Bank, Anshu Jain, não crê que a Irlanda, Portugal ou Grécia possam entrar em incumprimento no futuro próximo, porque os reguladores europeus estão bem conscientes das consequências que isso teria, refere a Bloomberg.

“É pouco provável que algum destes países entre em ‘default’ no que respeita ao pagamento das suas dívidas no futuro próximo”, afirmou Jain numa conferência de imprensa hoje em Frankfurt.

“As consequências de um incumprimento seriam significativas e são bem conhecidas de todos os reguladores, por isso estamos a contar com mecanismos de resolução para impedir o ‘default’”, acrescentou aquele responsável, citado pela Bloomberg.

Mas apesar de haver poucos riscos de um incumprimento soberano, “esperamos um desafiador contexto de refinanciamento nos mercados da dívida pública das economias periféricas da Zona Euro”, disse Jain, citado pelo “The Wall Street Journal”, acrescentando ainda que a volatilidade se mantém “bastante elevada”.

Estes comentários de Jain vão ao encontro das declarações do CEO do Deutsche Bank, Josef Ackermann, que ontem disse que ainda era demasiado cedo para determinar se os Estados-membros da Zona Euro correm risco de “default”.

Ver comentários
Outras Notícias