Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Entrevista de Teixeira dos Santos ao "FT" alvo de críticas

Teixeira dos Santos admitiu ao "FT" que havia um risco elevado de Portugal de contágio da situação irlandesa mas sublinhou depois que um eventual pedido de ajuda não está iminente. As críticas fazem-se ouvir.

Negócios negocios@negocios.pt 16 de Novembro de 2010 às 09:28
  • Partilhar artigo
  • 5
  • ...
As declarações de Teixeira dos Santos ao “Financial Times”, com o jornal britânico a noticiar a elevada possibilidade de Portugal ter de pedir ajuda financeira ao FMI e à União Europeia, e o subsequente “dito por não dito”, ao assegurar que o pedido não está iminente, são criticadas pelo economista Miguel Beleza, que disse ao jornal “i” que “se isto foi uma preparação da opinião pública, então foi mal feita e um pouco caótica”.

O ministro revelou, depois da entrevista ao TF, que foi mal interpretado, pois o risco elevado era o de contágio e não o de recorrer ao fundo de emergência da UE.

Opinião semelhante sobre a atitude de ontem do ministro português das Finanças tem João Adelino Maltez, director do Centro de Estudos de Ciência Política do ISCSP. No seu entender, o guião de ontem foi escrito por alguém perdido.

“Foi uma confissão de um homem que perdeu o GPS e navega pelas estrelas. O problema é que está tudo muito enevoado”, comentou João Adelino Maltez ao “i”, acrescentando que “Portugal, infelizmente, navega por palpites, criando confusão na opinião pública”.

“Parece-me que o governo não quer pedir ajuda, mas não sabe se conseguirá ou não evitá-lo”, referiu ainda Miguel Beleza.

Já o ex-ministro Bagão Félix considera que a afirmação de Teixeira dos Santos, apesar de constatar uma realidade, “foi tardia e inoportuna”, porque “uma afirmação tão clara tem sempre efeito nos mercados”, explicou ao "Diário de Notícias". Mas também não vê numa eventual intervenção do FMI, “nem a panaceia para resolver todos os problemas, nem o papão para a identidade do País” que outros apontam.

Ver comentários
Saber mais ministro das Finanças Teixeira dos Santos Financial Times ajuda financeira
Outras Notícias