Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Espanha paga menos de 1,5% para emitir dívida a 12 meses

Espanha emitiu menos que o máximo previsto, mas os juros continuam a descer, apesar do país ter revisto em baixa as metas para o défice deste ano.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 20 de Março de 2012 às 10:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
Espanha voltou hoje a receber boas notícias do mercado de dívida, já que continua a baixar os seus custos de financiamento, sinal que o mercado não deu importância à nova meta do défice orçamental do país.

No total Espanha emitiu 5,04 mil milhões de euros em dois leilões, um valor que ficou aquém do máximo de 5,5 mil milhões de euros pretendidos.

No leilão de dívida a 12 meses a procura superou a oferta em 2,14 vezes, um rácio apenas ligeiramente inferior ao registado numa emissão semelhante em Fevereiro. Contudo, a “yield” exigida pelos investidores recuou de 1,899% para 1,418%.

Esta foi a primeira vez desde Abril de 2010 que Espanha se consegue financiar nos mercados pagando um juro abaixo de 1,5%. Ao contrário do temido, os mercados não estão a castigar Espanha pelo facto de o país ter agora uma meta menos ambiciosa para o défice deste ano (5,3% do PIB).

No leilão de dívida a 18 meses os juros também desceram (1,71% contra 2,308% em Fevereiro) e a procura superou a oferta em 2,93 vezes, um rácio superior ao da última emissão.


Ver comentários
Saber mais espanha dívida
Outras Notícias