Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euribor caem em todos os prazos depois de acordo para resgate ao Chipre

Com o acordo envolvendo o resgate cipriota, aliviam-se os receios de que haja tensões no mercado interbancário, o que contribui para as descidas das taxas Euribor.

Banca reduz financiamento à economia em Janeiro
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 25 de Março de 2013 às 12:29
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

As taxas interbancárias Euribor recuaram em todos os prazos nesta segunda-feira, 25 de Março, em reacção ao acordo para o resgate ao Chipre. A descida contraria os avanços registados na última semana e a subida que as Euribor acumula desde o início do ano.

 

A Euribor a três meses, o indexante mais utilizado nos créditos à habitação em Portugal mais recentes, foi hoje fixada nos 0,214%, o que reflecte um recuo de 0,1 pontos base face ao valor de sexta-feira, de acordo com os valores definidos pela Federação Europeia de Bancos. Estas taxas são as que os bancos esperam que sejam pedidas pelos outros bancos nas operações que realizam entre si.

 

A taxa estava, no final do ano passado, em 0,187% mas tem vindo a ganhar terreno em 2013. A última semana foi marcada por avanços, com os bancos a aumentarem as taxas com os receios de que o mercado interbancário viesse a congelar com o resgate ao Chipre, como indica a agência Reuters. A proposta inicial dos parceiros internacionais apontava para que os detentores de depósitos nos bancos cipriotas, de qualquer valor (incluindo os inferiores a 100 mil euros, que alegadamente estão sob garantia), teriam de participar no resgate financeiro ao país – e à sua banca.


Ontem, domingo, chegou-se a um entendimento para o resgate do Chipre, que implica perdas apenas para quem possui depósitos acima de 100 mil euros e que prevê o fecho do segundo maior banco do país, havendo liquidez do Banco Central Europeu (BCE) para o Banco do Chipre, o maior do país.


Com o alívio das tensões, as Euribor caíram hoje. A maturidade a seis meses perdeu 0,3 pontos base para 0,336%, ao passo que a taxa a um mês recuou 0,1 pontos base para 0,119%. Nos maiores prazos, a taxa a nove meses cedeu 0,5 pontos base para 0,444% enquanto o indexante a doze meses foi fixado nos 0,549% ao perder 0,3 pontos base.

 

A expectativa dos economistas é que as Euribor venham a subir até ao final do ano, de acordo com as sondagens feitas este mês pela Bloomberg. Contudo, deverão permanecer abaixo da taxa de juro de referência (0,75%) dado que há ainda liquidez no mercado devido às operações de cedência de liquidez do ano passado - mesmo apesar dos reembolsos antecipados.

Ver comentários
Saber mais Euribor Mario Draghi Banco Central Europeu Chipre
Outras Notícias