Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euribor renovam máximos de final de Julho e Agosto

As taxas interbancárias voltaram a subir na generalidade dos prazos. Os máximos são do final de Julho para o curto prazo e de Agosto para as maturidades de três e seis meses.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 14 de Julho de 2010 às 10:41
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
As taxas Euribor avançam na generalidade dos prazos e voltaram a renovar máximos de finais de Julho, nos prazos de um e de 12 meses, e do final de Agosto, nos períodos de três e seis meses.

A taxa interbancária de um mês avançou para 0,568% e renovou um máximo de 21 de Julho, enquanto os prazos mais utilizados como indexantes das taxas do crédito à habitação, três e seis meses, renovaram máximos do final de Agosto.

A Euribor três meses subiu para 0,840% enquanto a taxa de seis meses progrediu para 1,095%.

Nos prazos mais longos a tendência também foi de subida, com a Euribor nove meses a ascender a 1,233% e a de 12 meses apreciou para 1,363%, renovando um máximo de 30 de Julho.

As taxas Euribor têm subido na generalidade dos prazos, a reflectir a tensão nos mercados de crédito europeus, com os bancos a exigirem taxas mais elevadas para se financiarem entre si, com receios de que alguns não consigam honrar os seus compromissos.

Na semana passada, o Banco Central Europeu (BCE) desvalorizou a subida das taxas de juro interbancárias. Responsáveis do BCE disseram que a subida dos custos de financiamento interbancário não deveriam ter um impacto “é ainda muito pequeno” e que não deverá ter um impacto negativo na economia.

Ver comentários
Outras Notícias