Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Juros da dívida portuguesa acentuam subida depois de emissão espanhola

A taxa de juro das obrigações portuguesas agravou-se depois de Espanha ter colocado dívida soberana no mercado a um juro mais elevado. A taxa de juro portuguesa sofre uma subida mais acentuada.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 21 de Dezembro de 2010 às 11:09
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
Os juros das obrigações portuguesas a 10 anos sobem 6,2 pontos base para 6,522%, enquanto na dívida a cinco anos os juros ascendem 5,9 pontos base para 5,558%, segundo os dados das taxas genéricas da Bloomberg. Nas obrigações com maturidade a dois anos, os juros sobem 2,3 pontos base para 4,232%.

A remuneração que os investidores exigem para deter a dívida portuguesa agravaram-se depois da emissão de dívida de Espanha. O governo liderado por Zapatero colocou um montante de 3,88 mil milhões de euros em obrigações do Tesouro com prazo de três e seis meses e registou um agravamento dos custos de financiamento.

Já os juros da dívida espanhola registam uma subida menos acentuada. A taxa de juro das obrigações a 10 anos avançam 4,3 pontos base para 5,538%, enquanto na maturidade de cinco anos os juros avançam 1,5 pontos base para 4,827%. No prazo de dois anos, o juro pago por Espanha recua 0,6 pontos base para 3,662%.

A ministra das Finanças de Espanha, Elena Salgado, disse que a Espanha está-se a financiar para 2011, uma vez que as suas necessidades de custeio estão cobertas para 2010.

Moody’s ameaça reduzir o “rating” da República

Esta manhã a Moody’s divulgou que poderá cortar a classificação de crédito da dívida portuguesa em dois níveis devido ao crescimento lento da economia, o acesso aos mercados financeiros e do risco de ter conceder ajuda ao sector financeiro.

Uma notícia que levou os juros a subirem apenas ligeiramente no início da sessão, com os mercados a incorporarem as declaração do vice-primeiro-ministro da China, que disse que o país tomou “medidas concretas” para ajudar alguns países da União Europeia a combaterem a crise da dívida.

Já os da dívida alemã estão a anular a tendência de subida da manhã. Os juros da dívida a 10 anos permanecem inalterados nos 2,967%, enquanto no prazo de cinco anos ficam nos 1,952%. A taxa de juro da dívida a dois anos recua 0,2 pontos base para 1,030%.

Ver comentários
Saber mais juros obrigações sobarana dívida
Mais lidas
Outras Notícias