Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Juros da dívida portuguesa contrariam quedas das "yields" espanholas e italianas

A possibilidade da Grécia abandonar o euro tem aumentado os receios de contágio a Portugal, pressionando a dívida pública portuguesa.

Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 21 de Maio de 2012 às 10:32
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
Os juros cobrados pelos investidores para comprar Obrigações do Tesouro voltaram a aumentar e estão a contrariar a queda do prémio exigido para adquirir dívida pública italiana e espanhola.

As “yields” das obrigações do Tesouro a 10 anos estão a subir 3,5 pontos base, para os 12,283%, enquanto no prazo a cinco anos, os juros seguem praticamente inalterados nos 14,496%.

Já a taxa a dois anos continua a negociar acima dos 9%. As “yields” avançam cinco pontos base, para 9,246%.

Os receios que a Grécia abandone o euro têm contribuído para aumentar os receios de contágio a Portugal, colocando pressão acrescida sobre os juros da dívida pública portuguesa.

A tendência de subida dos juros portugueses contraria aquilo que se verifica na Europa na sessão de hoje. A “yield” da dívida 10 anos de Espanha recua 1,1 pontos base para 6,259%, enquanto os juros de Itália descem 5,9 pontos base para 5,751% na mesma maturidade. Na dívida de França, os juros estão a avançar 1,9 pontos base para 2,871%.
Ver comentários
Saber mais yields obrigações do tesouro França Espanha
Outras Notícias