Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Juros da dívida portuguesa aliviam em todos os prazos

“Yields” estarão a corrigir a forte subida registada na sexta-feira no rescaldo do debate do Estado da Nação. Mas persistem em quase todos os prazos acima da fasquia de 7% que ficou associada aos resgates nos países do euro.

Negócios 15 de Julho de 2013 às 17:40
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...

As taxas de rendibilidade associadas aos títulos de dívida pública portuguesa caíram mais de 20 pontos base nesta segunda-feira, 15 de Julho, em todas as maturidades. É a primeira vez em quatro sessões que os juros da dívida portuguesa no mercado secundário encerram em queda.

 

No prazo de referência de dez anos, os juros cederam 21 pontos base para 7,296% depois de terem subido 78 pontos nas três anteriores sessões. As “yields” permanecem, porém, acima da barreira de 7% para todos os prazos superiores a quatro anos, inclusive. O valor mais baixo, 5,763%, está associado aos títulos de dívida pública que se vencem em dois anos.

 

Depois do debate do Estado da Nação, que teve lugar na passada sexta-feira, no dia seguinte ao apelo de Cavaco Silva a um acordo de “salvação nacional” entre PSD, CDS e PS, as taxas de juro a dez anos escalaram quase 60 pontos base. O nervosismo dos investidores poderá ter sido ampliado pelos ecos das agências internacionais ao pedido de renegociação do programa da troika repetido por parte do PS.

Ver comentários
Saber mais yields dívida pública obrigações
Outras Notícias