Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Juros disparam em todas as maturidades

"Yields" da dívida soberana portuguesa marcaram novos máximos. Apesar do alívio face aos picos, continuam em alta.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 11 de Julho de 2011 às 17:40
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
Os juros da dívida da República portuguesa a três anos estão a negociar nos 19,882% com um aumento de 47 pontos, depois de terem estado já hoje num novo máximo histórico quando atingiram os 20,14%.

O prazo a dois anos está também em alta, a subir 75 pontos para 18,25%. Chegaram a marcar 18,46%, nível nunca antes atingido.

A maturidade a cinco anos sobe 31 pontos para 17,29% e os juros com vencimento a 10 anos avançam 45 pontos para 13,38%.

A contribuir para esta forte subida dos juros na sessão de hoje estão os receios de que a crise da dívida soberana se estenda a Itália. Os juros da dívida pública italiana estiveram hoje a acusar essas preocupações, a escalar durante toda a sessão.

Os apuros da Grécia também continuam a pesar, num dia em que os ministros das Finanças da Zona Euro estiveram reunidos em Bruxelas e analisaram o segundo pedido de ajuda financeira da república helénica.

Amanhã, o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, estará em Madrid e em Lisboa para debater a actual situação económica.

Outro factor que também pesa – além do recente corte da dívida da República Portuguesa por parte da Moody’s para nível de “lixo” e da subida de juros por parte do Banco Central Europeu (a segunda este ano) – é o dos testes de stress à banca europeia, cujos resultados serão anunciados já na sexta-feira.

O facto de os prazos mais curtos terem juros superiores ao prazo a 10 anos significa que os investidores ainda não perderam o receio de que Portugal possa entrar em incumprimento.

O pedido de resgate de Portugal e as dificuldades de outros países periféricos da Zona Euro têm estado a pressionar constantemente o mercado das obrigações, com os investidores a exigirem mais dinheiro para deterem dívida destas nações.

Ver comentários
Saber mais juros yields dívida soberana república dívida pública
Outras Notícias