Crédito Mais uma descida de "spread": EuroBic corta taxa para 1,20% e fica abaixo dos grandes bancos

Mais uma descida de "spread": EuroBic corta taxa para 1,20% e fica abaixo dos grandes bancos

O banco tinha a margem mínima mais elevada. O "spread" passou de 1,49% para 1,20%, de acordo com a atualização ao preçário publicada na passada sexta-feira.
Mais uma descida de "spread": EuroBic corta taxa para 1,20% e fica abaixo dos grandes bancos
Raquel Godinho 15 de abril de 2019 às 14:30
Mais uma semana, mais um corte de "spread". O EuroBic anunciou aos seus clientes uma redução da margem mínima de 1,49% para 1,20%. Uma taxa que fica abaixo daquela que é oferecida por quatro dos maiores bancos nacionais (BCP, BPI, Novo Banco e CGD) e iguala a do Santander Totta. O banco é, assim, o quinto a descer a margem exigida aos clientes no crédito à habitação, desde o início do ano.

Mais de um ano depois da última alteração, o EuroBic volta a rever a sua oferta no crédito à habitação. Desde março de 2018 que o "spread" mínimo estava nos 1,49%. E atualmente este era o "spread" mínimo mais elevado entre os principais bancos nacionais. Contudo, a descida para 1,20% deixa a instituição liderada por Teixeira dos Santos com uma melhor oferta do que alguns dos maiores bancos nacionais, considerando o "spread".

BCP, BPI e Novo Banco têm um "spread" mínimo de 1,25%, enquanto a CGD tem uma margem de 1,30%, que passa agora a ser a mais elevada do mercado. O Santander Totta desceu, em março, a sua taxa de juro de 1,25% para 1,20%.

Abaixo desta nova taxa oferecida pelo EuroBic, está o Bankinter, com um "spread" mínimo de 1%, o Banco CTT com uma margem de 1,10% e o Montepio que, até final de setembro, tem uma taxa promocional de 1,175% (para comemorar os 175 anos da institução). Além do Santander, também o Crédito Agrícola tem uma margem de 1,20%.

O EuroBic é a quinta instituição a cortar o "spread" mínimo do crédito à habitação, em 2019, depois de BPI, Crédito Agrícola, Santander Totta e Montepio. Além da taxa mínima, reduziu também a taxa máxima. Esta caiu de 3,10% para 2,25%.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI