Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Maria Luís Albuquerque: Consideramos que é “uma boa altura para ir ao mercado”

Ministra das Finanças defende que a operação de troca de dívida, que vai realizar-se esta terça-feira, 3 de Dezembro, é “comum entre gestores de dívida” e não se prende com “dificuldades de tesouraria”.

Miguel Baltazar/Negócios
Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 02 de Dezembro de 2013 às 13:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 17
  • ...

Maria Luís Albuquerque defende que o Executivo decidiu realizar esta terça-feira, 3 de Dezembro, uma operação de troca de dívida porque é “uma boa altura para ir ao mercado”.

 

A ministra das Finanças, que falava à margem de um encontro que teve com os parceiros socais em sede de Concertação Social em Lisboa, salientou que o que está a ser pedido aos “investidores é que mantenham exposição à dívida portuguesa” e que não “estamos a pedir mais dinheiro”. Por isso, “a dívida pública mantém-se” no mesmo nível em que está. “Estamos a falar de uma operação comum entre gestores de divida”, acrescentou Maria Luís Albuquerque.

 

Quando questionada pelos jornalistas se esta operação ocorria nesta altura – antes do final do ano – por uma questão de tesouraria, a governante assegurou que a operação “não tem a ver com dificuldades de tesouraria”, salvaguardando que esta operação tem a ver com o “perfil de dívida”. “É uma operação normal de gestão da dívida publica”, reiterou.

 

Quanto ao facto de a operação ter sido apenas anunciada hoje – 24 horas antes de ter lugar -  Maria Luís Albuquerque sustentou que, em relação às “operações de dívida pública, tem sido nossa prática não anunciar com antecedência”.

 

O IGCP vai promover esta terça-feira, uma operação de troca de dívida pública. Os investidores serão convidados a trocar títulos que se vencem em 2014 e 2015 por obrigações com maturidade em 2017 e 2018.

 

O objectivo da operação, de participação voluntária para o investidor, é aliviar os montantes de dívida a reembolsar nos próximos dois anos. O Tesouro português realizou uma operação semelhante em Outubro de 2012, quando Vítor Gaspar era ainda ministro das Finanças e Maria Luís Albuquerque secretária de Estado do Tesouro.

 

Os investidores serão convidados a entregar títulos relativos às linhas a reembolsar em Junho e Outubro de 2014 e ainda em Outubro de 2015. Em troca, receberão obrigações a vencer em Outubro de 2017 e Junho de 2018, informou em comunicado a agência que gere o crédito público português. 

Ver comentários
Saber mais Maria Luís Albuquerque Concertação Social Vítor Gaspar troca de dívida
Mais lidas
Outras Notícias