Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Moody's melhora perspectiva dos EUA e reitera rating de topo

A agência de notação financeira elevou o "outlook" dos Estados Unidos, de 'negativo' para 'estável'. E manteve a classificação da dívida soberana de longo prazo em 'Aaa'.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

A Moody's melhorou a perspectiva para a dívida soberana dos EUA. E considera que a qualidade do crédito norte-americano é de topo, tendo por isso mantido a notação máxima: 'Aaa'.

 

A perspectiva negativa pendia sobre a dívida norte-americana desde Agosto de 2011, altura em que o país se encontrava num impasse devido às negociações entre os partidos para o aumento do tecto de endividamento. Agora, a justificação para a evolução da perspectiva está na trajectória da dívida e dos défices dos Estados Unidos.

 

“Os défices orçamentais dos EUA têm vindo a cair e espera-se que continuem a descer nos próximos anos”, assinala a agência de notação financeira num comunicado distribuído esta quinta-feira, 18 de Julho. “Além disso, o crescimento da economia norte-americana, embora moderado, está a ocorrer a uma taxa mais acelerada quando comparada com a de outros pares avaliados com ‘rating’ ‘Aaa’”, acrescenta a Moody’s no mesmo documento.

 

“Com a redução do défice orçamental e o antecipado crescimento no produto interno bruto nominal, o CBO [gabinete de estatísticas orçamentais] prevê que o rácio de dívida face ao PIB atinja o máximo de 76% em 2014 e venha depois a cair em cinco pontos percentuais até 2018”, escreve a Moody’s para argumentar a mudança da perspectiva para “estável” em vez de “negativo”.

 

A Moody's e a Fitch são as duas agências que atribuem o "rating" máximo aos Estados Unidos, sendo que a S&P retirou o conhecido triplo A precisamente em Agosto de 2011.

 

Ver comentários
Saber mais Moody's EUA rating
Outras Notícias