Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Novas operações de crédito à habitação disparam mais de 60% até Abril

Em Abril, os bancos emprestaram menos de 400 milhões de euros para a compra de casa. Apesar da queda ligeira, o crédito à habitação continua a disparar face ao ano passado.

Bruno Simão/Negócios
Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 14 de Junho de 2016 às 13:52
  • Partilhar artigo
  • ...

2016 mantém a tendência de crescimento do crédito à habitação já registada no ano passado. Em Abril, foram concedidos 397 milhões de euros, o que eleva para 1.615 milhões de euros o total emprestado nos primeiros quatro meses do ano, revelam os dados do Banco de Portugal, publicados esta terça-feira. Este valor representa um aumento de 63% face ao mesmo período do ano passado.


O crédito à habitação continua a representar quase metade de todo o dinheiro emprestado às famílias. Entre Janeiro e Abril, foram concedidos mais de 1,6 mil milhões de euros, um crescimento de 60% face ao período homólogo. Só em Abril, foram concedidos 397 milhões de euros, o que fica abaixo dos 491 milhões de euros emprestados um mês antes.


Também o novo crédito ao consumo ascendeu a 300 milhões de euros, em Abril, ficando ligeiramente abaixo dos 349 milhões de euros emprestados um mês antes. E as novas operações de crédito para outros fins totalizaram 157 milhões de euros, o que compara negativamente com os 172 milhões de euros concedidos em Março.


No total, em Abril, os bancos emprestaram 854 milhões de euros às famílias, menos do que os 1.012 milhões de euros concedidos em Março. Desde o início do ano, foram emprestados 3.424 milhões de euros aos particulares, mais 27% do que no mesmo período do ano anterior.


Quanto às empresas, foram concedidos 2.413 milhões de euros, em Abril. Deste valor, 1.448 milhões de euros foram relativos a operações até um milhão de euros e os restantes 965 milhões de euros foram concedidos em operações acima de um milhão de euros.


As empresas obtiveram 9.768 milhões de euros junto da banca, nos primeiros quatro meses do ano. Um valor que representa uma queda de 7% face ao mesmo período do ano passado, revelam os dados do Banco de Portugal. 

Ver comentários
Saber mais Banco de Portugal habitação consumo outros fins crédito empréstimos novas operações famílias particulares empresas
Outras Notícias