Crédito Novo crédito ao consumo atinge valor mais elevado desde 2013

Novo crédito ao consumo atinge valor mais elevado desde 2013

As novas operações de crédito ao consumo superaram os 500 milhões de euros, em Março, atingindo o valor mais elevado desde Janeiro, quando o Banco de Portugal começou a publicar estes dados.
Novo crédito ao consumo atinge valor mais elevado desde 2013
Miguel Baltazar/Negócios
Raquel Godinho 16 de maio de 2016 às 15:56

As instituições financeiras emprestaram 534,7 milhões de euros em crédito ao consumo no mês de Março, segundo os dados do Banco de Portugal, publicados esta segunda-feira. Este valor representa um aumento de 17% face ao mês anterior, mas quando comparado com o mesmo mês do ano passado o crescimento é de 21%. O crédito pessoal com finalidade mais do que duplicou face a 2015.


Depois de terem arrancado o ano em queda, as novas operações de crédito ao consumo aumentaram, em Março, pelo segundo mês consecutivo. Superaram os 500 milhões de euros pela primeira vez desde, pelo menos, Janeiro de 2013, quando o Banco de Portugal começou a publicar estes dados.


O crescimento é quase generalizado. Contudo, é no crédito pessoal com finalidade, ou seja, para educação, saúde, energias renováveis e locação financeira de equipamentos que o aumento é mais expressivo. Estas operações ascenderam a 3,6 milhões de euros, um montante que mais do que duplica os 1,6 milhões concedidos no mesmo mês do ano passado.


Mas é o crédito sem finalidade aquele que continua a representar mais do total concedido. Neste destino, as novas operações totalizaram os 232,8 milhões de euros, mais 13% do que em Março de 2015. Ou seja, mais de 43% do total de novo crédito ao consumo.


No que diz respeito aos empréstimos para a compra de carro, o total financiado superou os 198,7 milhões de euros, mais 35% do que no mês homólogo. Deste valor, 112 milhões de euros são relativos a crédito com reserva de propriedade e outros de automóveis usados, enquanto 48,7 milhões de euros se referem à mesma modalidade para automóveis novos. Já a locação financeira ou ALD de carros novos totalizou os 31,1 milhões de euros e a mesma modalidade para usados chegou aos 6,8 milhões de euros.


Já as novas operações de cartões de crédito aproximaram-se dos 100 milhões de euros, atingindo os 99,5 milhões de euros, mais 13,1% do que no período homólogo.


No acumulado do primeiro trimestre, as novas operações de crédito ao consumo ascenderam a 1,38 mil milhões de euros, mais 22% do que nos primeiros três meses de 2015, revelam os dados do Banco de Portugal.  




pub

Marketing Automation certified by E-GOI