Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Rússia sobe juros para 17% depois de rublo afundar 10%

O banco central russo aumentou a taxa directora de 10,5% para 17%, a subida mais acentuada desde o incumprimento do país em 1998.

Bloomberg
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 16 de Dezembro de 2014 às 00:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

Foi já a meio da noite, entre segunda e terça-feira, que o banco central russo anunciou a decisão de aumentar a sua taxa de juro de referência em 6,5 pontos percentuais, de 10,5% para 17%.

 

A medida foi tomada na tentativa de travar o pânico dos investidores numa altura em que o rublo continua a afundar face às principais divisas. A moeda russa mergulhou 10% esta segunda-feira, 15 de Dezembro, face ao dólar.

 

"Esta decisão visa limitar os riscos, substancialmente intensificados, associados à forte depreciação do rublo", divulgou a autoridade monetária do país num comunicado no seu website, citado pela Bloomberg. Visa também, acrescentou o banco central, conter os riscos inflacionistas.

 

Esta foi a sexta subida de juros em 2014, pelo Banco da Rússia, depois de já terem sido gastos 80 mil milhões de dólares das suas reservas na tentativa de travar a queda do rublo – que desvaloriza 49% no acumulado do ano.

 

Neste momento, o rublo é a moeda com pior desempenho este ano em todo o mundo e está a negociar em mínimos históricos face ao dólar. Hoje cedeu 9,7% para 64,4455 rublos por dólar.

Ver comentários
Saber mais Banco da Rússia juros mercado cambial
Mais lidas
Outras Notícias