Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

S&P corta "rating" de cinco bancos portugueses (act2)

Depois da notação da República, agora foi a vez da Standard & Poor’s cortar o "rating" dos bancos portugueses. BES, CGD, Totta e BPI têm agora o mesmo "rating" de Portugal e o BCP está a um passo de ser classificado de "junk".

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 28 de Março de 2011 às 10:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • 20
  • ...
A Standard & Poor’s anunciou hoje que reduziu o “rating” de cinco bancos portugueses e duas subsidiárias, na sequência da descida da notação de Portugal. A perspectiva continua negativa, pelo que a agência alerta que pode vir a efectuar cortes adicionais, noticia a Bloomberg.

Na última sexta-feira a S&P tinha cortado o “rating” de Portugal em dois níveis, de A- para BBB. A revisão do “rating” dos bancos segue-se habitualmente ao corte do “rating” da República.

Os “ratings” do Banco Espírito Santo, Caixa Geral de Depósitos, Banco BPI e Santander Totta foram todos revistos em dois níveis, de A- para BBB.

O BCP também sofreu um corte de dois níveis, pelo que o “rating” desceu de BBB+ para BBB-. O banco liderado por Carlos Santos Ferreira tem agora uma classificação de risco que se situa apenas um nível acima de “junk” (BB+).

No relatório onde anuncia a decisão, a S&P diz que o corte no “rating” da banca portuguesa “reflecte o impacto directo” da redução efectuada à classificação da República.

A analista Elena Iparraguirre explica que a revisão reflecte também “a deterioração que antecipamos no perfil financeiro de todos os bancos, em resultado do aumento das dificuldades económicas e financeiras que antecipamos em Portugal”.

Ver comentários
Saber mais S&P rating banca
Mais lidas
Outras Notícias