Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Santander corta "spread" e passa a ter taxa mais baixa entre os grandes bancos

O Santander Totta entrou na última "ronda" de corte dos "spreads" do crédito à habitação, depois do BPI e Crédito Agrícola. Passa a ter a margem mais baixa entre os cinco maiores bancos.

 Miguel Baltazar / Jornal de Negócios 
Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 18 de Março de 2019 às 14:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
Mais um corte de "spread" no crédito à habitação. Desta vez é protagonizado pelo Santander Totta. O banco liderado por Pedro Castro e Almeida (na foto) avançou com uma descida da margem exigida para a compra de casa. Caiu de 1,25% para 1,20%. Afasta-se, assim, da taxa de juro aplicada pelos rivais BCP, Novo Banco e BPI (1,25%) e pela CGD (1,30%).

Depois do BPI e Crédito Agrícola, também o Santander Totta decidiu avançar com uma margem mais baixa no crédito para a compra de casa. Trata-se, assim, do terceiro movimento desde o início do ano.

 

O corte é reduzido, com a taxa a cair de 1,25% para 1,20%. Mas permite que o banco se afaste dos seus principais rivais, uma vez que os restantes quatro bancos nacionais oferecem taxas de juro entre os 1,25% e os 1,30%.

 

Abaixo do Santander Totta, continuam a estar as ofertas do Bankinter (1%) e Banco CTT (1,10%). O Crédito Agrícola também desceu a taxa na semana passada, passando a ter a mesma que agora o Santander oferece (1,20%).

Ver comentários
Saber mais Santander Totta spread crédito habitação casas empréstimos
Mais lidas
Outras Notícias