Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Subida da inflação obriga Banco de Inglaterra a enviar carta ao Governo

A taxa de inflação no Reino Unido subiu inesperadamente em Outubro, excedendo o limite do governo de 3%. O governador do Banco de Inglaterra, Mervyn King, teve que escrever uma carta ao ministro das Finanças a explicar evolução do indicador.

Marlene Carriço marlenecarrico@negocios.pt 16 de Novembro de 2010 às 11:53
  • Partilhar artigo
  • ...
O índice de preços no consumidor aumentou 3,2% no mês passado, quando comparado com o período homólogo de 2009, anunciou hoje o Office for National Statistics. A subida superou as expectativas dos economistas inquiridos pela Bloomberg e iguala a inflação de Julho depois de um máximo de 17 meses fixado em Abril passado (3,7%).

Face ao mês de Setembro, os preços subiram 0,3%. Esta trajectória deve-se, em grande parte, ao aumento dos custos da gasolina e do gasóleo, segundo a Bloomberg.

O decisor político do Banco de Inglaterra, Martin Weale, disse ontem que a inflação "pode subir ainda mais" nos próximos meses e, na semana passada, King apresentou as previsões económicas mostrando que a inflação pode ser superior à meta do banco de 2% até 2011.

A evolução deste indicador em Outubro obrigou o governador do Banco de Inglaterra a escrever ao ministro das Finanças pela quarta vez este ano. Este ritual processa-se a cada três meses, quando a taxa de inflação se desvia da meta governamental em mais de um ponto percentual.

Ver comentários
Saber mais inflação Reino Unido Banco de Inglaterra
Outras Notícias