Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 cai mais de 1% com todas as cotadas no vermelho

O PSI-20 acentuou a perda da abertura e está a acompanhar as desvalorizações das praças europeias, numa manhã em que nenhuma cotada escapa à maré negativa em Lisboa

Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 10 de Dezembro de 2012 às 11:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa portuguesa intensificou as quedas da sessão e segue a desvalorizar mais de 1%, num dia de quedas generalizadas em Lisboa. Nenhuma cotada do PSI-20 escapa à tendência negativa. 

O índice PSI-20 desce 1,33%, com as 20 cotadas a negociarem no vermelho, com os investidores preocupados com a situação política em Itália, depois de Mario Monti ter anunciado a intenção de se demitir após aprovação do orçamento. 

Na Europa, a sessão também é de quedas, com o índice italiano a liderar as desvalorizações, ao tombar 3,42%, seguido pelo espanhol Ibex, que desvaloriza 1,98%. Apenas a bolsa grega contraria o sentimento negativo, com um avanço de 0,58%, depois de ter anunciado que vai prolongar o prazo de recompra de dívida

A determinar as quedas estão os últimos desenvolvimentos em torno de Itália, depois de Sílvio Berlusconi ter retirado o seu apoio político ao actual governo de coligação, uma decisão que levou Mario Monti a anunciar que se vai demitir após a aprovação do orçamento. 

Este revés na situação política italiana deverá ser um dos temas em destaque do Conselho Europeu desta semana, com os líderes europeus empenhados em encontrar soluções para a crise da dívida soberana. 

Por cá, o grupo EDP é quem mais pressiona a bolsa, com a EDP renováveis a cair 3,65%, para 3,828 euros, enquanto a EDP desce 1,62%, para 2,07 euros. Ainda no sector energético, a Galp cai 0,98%, para 11,67 euros, apesar dos preços do petróleo estarem a negociar em alta nos mercados internacionais. 

Uma nota negativa ainda para o sector financeiro, com o BES a liderar as desvalorizações, com uma queda de 2,51%, para 0,814 euros, enquanto o BCP desliza 1,37%, para 0,072 euros e o BPI perde 1,76%, para 0,835 euros. 

Nas telecomunicações, a PT inverteu a tendência positiva da abertura e segue agora a desvalorizar 1,28%, para 3,539 euros. Já a Sonaecom desliza 0,6%, para 1,484 euros, enquanto a Zon cede 0,61%, para 2,78 euros. 

O HSBC actualizou na passada sexta-feira a avaliação para a Zon e para a PT e disse preferir a Zon Multimédia à Portugal Telecom. Ambas demonstram "resiliência" face ao ambiente adverso, mas o negócio da PT deixa-a "mais vulnerável" ao ciclo económico que o País está a atravessar, explicam os analistas. 

A contribuir para as quedas está ainda a Jerónimo Martins. A retalhista cede 0,90%, para 14,39 euros.

Ver comentários
Saber mais PSI-20 Galp EDP BES BPI BCP EDP Jerónimo Martins PT
Mais lidas
Outras Notícias