Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ganhos da banca animam bolsa nacional

A bolsa nacional segue em alta, a beneficiar dos ganhos registados no sector bancário, numa manhã marcada por um novo máximo de 2010 da EDP Renováveis.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 23 de Julho de 2014 às 09:33
  • Partilhar artigo
  • 22
  • ...

PSI-20 sobe 0,65% para 6.314,51 pontos, com 11 acções em alta e oito em queda, numa altura em que o principal índice bolsista é composta por 19 títulos depois da bolsa ter expulsado a ESFG do índice.

 

A determinar a subida do índice estão os títulos da banca, numa altura em que o BCP sobe 2,69% para 10,67 cêntimos, depois de ontem ter revelado que garantiu o aumento de capital de 2.250 milhões sem tomada firme dos bancos. O banco liderado por Nuno Amado colocou todas as acções junto dos investidores, sem ter necessidade de utilizar a tomada firme por parte do sindicato bancário. A procura excedeu a oferta em mais de 25%.

 

BES também sobe 5,02% para 43,9 cêntimos, depois de ontem ter anunciado que adiou a apresentação de resultados do primeiro semestre de 25 de Julho, como inicialmente previsto, para 30 de Julho. O Negócios adianta esta quarta-feira que as perdas do BES no primeiro semestre poderão ascender a várias centenas de milhões de euros, em vez dos 200 milhões que alguns analistas antecipavam antes de os problemas financeiros da Espírito Santo International, da Rioforte e suas subsidiárias ficarem à vista. 

 

E isto numa altura em que se sabe que a Rioforte também já pediu gestão controlada no Luxemburgo. Depois da Espírito Santo International (ESI), esta terça-feira foi a vez de a Rioforte anunciar que pediu acesso ao regime de protecção de credores. A decisão prende-se com "dificuldades substanciais" ocorridas na sociedade que detém 100% do seu capital - a ESI.

 

Banif também ganha 2,30% para 0,089 cêntimos, depois de ontem ter também revelado em comunicado que amortizou 280 milhões de empréstimos garantidos e reduz apoios públicos. A operação de amortização das obrigações garantidas pelo Estado, emitidas em 2011, faz parte do plano de reestruturação que o banco está a implementar.

 

Já o BPI avança 1,47% para 1,446 euros, no dia em que divulga, já depois do fecho do mercado, os resultados referentes ao primeiro semestre do ano. Os analistas consultados pela Reuters estimam que o banco liderado por Fernando Ulrich tenha terminado o primeiro semestre com prejuízos de 96 milhões de euros, contra lucros de 59 milhões de euros no mesmo período do ano passado.

 

Do lado oposto, e a travar uma subida mais acentuada da bolsa, está a Portugal Telecom, ao perder 1,44% para 1,785 euros, depois de ser conhecido que a Rioforte também já pediu gestão controlada no Luxemburgo. A operadora de telecomunicações liderada por Henrique Granadeiro tem estado sob pressão devido à compra de quase 900 milhões de euros de papel comercial da Rioforte e das potenciais perdas que poderá ter de assumir pelo não reembolso deste valor.

 

EDP segue em queda, ao descer 0,31% para 3,506 euros. Já a EDP Renováveis cede 0,21% para 5,598 euros, depois de ter chegado a tocar no valor mais elevado desde Abril de 2010 (5,67 euros). Já a Galp Energia sobe 0,27% para 12,985 euros.

Ver comentários
Saber mais bolsa PSI-20 banca Euronext
Outras Notícias