Bolsa Bolsa nacional em queda ligeira em linha com a Europa

Bolsa nacional em queda ligeira em linha com a Europa

O principal índice nacional arrancou a sessão em queda, partilhando o sentimento registado pelas principais praças europeias. Os receios em torno de uma guerra comercial voltam a pairar sobre o mercado, depois de ter sido noticiado que os EUA se preparam para aplicar tarifas sobre as importações chinesas.
Bolsa nacional em queda ligeira em linha com a Europa
Bruno Simão/Negócios
Ana Laranjeiro 14 de março de 2018 às 08:17

A bolsa de Lisboa arrancou a sessão em queda. O PSI-20 abriu a descer 0,02%, sendo que, pouco depois, descia já 0,10% para os 5.420,05 pontos, com dez empresas em queda, quatro em alta e quatro inalteradas.

As principais praças europeias estão também a negociar em queda, numa altura em que os receios em torno de uma guerra comercial voltam a captar a atenção dos investidores. Os Estados Unidos estão a preparar-se para aplicar tarifas sobre as importações chinesas, no valor de 60 mil milhões de dólares, devendo estas taxas incidir nomeadamente sobre o sector tecnológico e de telecomunicações, de acordo duas pessoas que debateram o tema com a administração Trump, citadas pela Reuters.

A China já respondeu. O porta-voz do ministro dos Negócios Estrangeiros disse que a China vai tomar medidas firmes para salvaguardar os seus direitos comerciais legítimos.
 

Esta possibilidade de os EUA aplicarem mais taxas aduaneiras sobre os bens provenientes da China e que entram em solo americano, surge depois de na semana passada o presidente Donald Trump ter assinado o documento que determina a entrada em vigor das tarifas sobre as importações de aço e alumínio.

Além disso, surge depois de ontem Donald Trump ter anunciado a substituição de Rex Tillerson por Mike Pompeo no cargo de secretário de Estado norte-americano. O até agora director da CIA é visto como tendo uma postura mais radical, o que adensa, ainda mais, os receios em torno da guerra comercial que se desenha no horizonte.

Em Lisboa, destaque para as acções da Pharol, que recuam 1,04% para 23,85 cêntimos. A Nos recua 0,54% para 4,82 euros e os CTT descem 0,51% para 3,124 euros.

A Galp Energia desce 0,13% para 15,06 euros, numa altura em que os preços do petróleo estão em alta ligeira nos mercados internacionais. O Brent do Mar do Norte, referência para Portugal, ganha 0,05% para 64,67 dólares por barril.

A EDP cede 0,23% para 3,043 euros e a EDP Renováveis ganha 0,47% para 7,48 euros.

No sector da pasta e do papel, a Altri perde 0,41% para 4,835 euros e a Navigator desvaloriza 0,26% para 4,576 euros. A Semapa ganha 0,63% para 19,20 euros.

O BCP cede 0,10% para 29,07 cêntimos.

A Jerónimo Martins aprecia 0,07% para 15,215 euros. A Sonae segue inalterada nos 1,132 euros.




Saber mais e Alertas
pub