Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta sexta-feira arranca a época de apresentação dos resultados do segundo trimestre da banca norte-americana, com o consenso de mercado à espera de contas robustas. Por cá, o INE divulga os dados de Maio para a actividade turística.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Carla Pedro 13 de julho de 2018 às 07:30
JPMorgan, Wells Fargo e Citigroup divulgam contas do trimestre

A banca dos EUA arranca hoje com a divulgação dos resultados do segundo trimestre do ano. JPMorgan, Wells Fargo e Citigroup vão divulgar as contas para o período de Abril a Junho e a expectativa aponta para números robustos.


 

China alivia bolsas. É para continuar?

As principais bolsas europeias e norte-americanas regressaram ontem aos ganhos perante a diminuição da tensão em torno da disputa comercial entre os Estados Unidos e a China. Depois de Washington ter reforçado as tarifas aduaneiras aplicadas à importação de bens chineses e de Pequim ter respondido na mesma moeda, esta quinta-feira as autoridades chinesas colocaram de parte adoptar novas medidas de retaliação, pelo menos para já.


 

INE divulga actividade turística

Por cá, esta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga a actividade turística, em Maio. Nos EUA, teremos os dados sobre os preços na importação e exportação, bem como o sentimento dos consumidores – medido pela universidade do Michigan.


 

Política monetária em foco

O vice-governador para a estabilidade financeira no Banco de Inglaterra, Jon Cunliffe, discursa esta sexta-feira num evento na cidade britânica de Kendal (condado de Cúmbria). Do outro lado do Atlântico, opresidente da Fed de Atlanta, Raphael Bostic, participa num evento no Estado da Virginia.


 

Plataformas de petróleo e gás no activo nos EUA

A Baker Hughes, fornecedora norte-americana de serviços a campos petrolíferos, divulga hoje o relatório semanal sobre o número de plataformas de petróleo e gás nos Estados Unidos. Na quarta-feira, a Administração de Informação em Energia (sob a tutela do Departamento norte-americano da Energia) divulgou os dados relativos aos inventários de crude dos EUA na semana terminada a 5 de Junho, que caíram 12,6 milhões de barris, quando os analistas apontavam para uma redução média de 4,5 milhões. Os stocks recuaram assim para mínimos de Fevereiro de 2015.