Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Os investidores vão estar hoje a fazer refletir na negociação dos mercados a rejeição, no parlamento britânico, de quatro moções que constituíam alternativas ao acordo de saída do Reino Unido da União Europeia, que foi chumbado pela terceira vez na passada sexta-feira.

Negócios jng@negocios.pt 02 de Abril de 2019 às 07:30
  • Partilhar artigo
  • ...
Fim dos limites de voto na EDP vai ser debatido na assembleia de abril

A proposta feita pelo fundo Elliott para que seja discutida a desblindagem dos estatutos da EDP na próxima assembleia geral, de 24 de abril, foi ontem aceite.

 

A notícia foi avançada em comunicado à CMVM, já depois do fecho da bolsa nacional, pelo que as ações da elétrica presidida por António Mexia poderão estar a reagir na sessão desta terça-feira.

 

Parlamento britânico volta a chumbar todas as alternativas ao Brexit

O parlamento britânico chumbou ontem as quatro moções que se apresentavam como alternativas para a saída do Reino Unido da União Europeia. Na Câmara dos Comuns, o plano para um segundo referendo foi o que reuniu mais votos, mas os deputados rejeitaram todas as opções para um Brexit melhorado.

 

Estes desenvolvimentos vão estar a refletir-se no sentimento dos investidores na sessão desta terça-feira.

 

Novas estimativas para o comércio mundial

A Organização Mundial do Comércio (OMC) divulga, esta terça-feira, as suas novas estimativas para o comércio mundial, no período entre 2019 e 2020.

 

Os números serão seguidos com atenção, tendo em conta as discussões dos últimos meses em torno das tarifas comerciais.

 

Fabricantes automóveis divulgam vendas nos EUA

Está agendada para hoje, por parte de várias fabricantes automóveis, a divulgação dos dados relativos às vendas nos Estados Unidos em março, que deverão ter caído pelo terceiro mês consecutivo. A empresa de estudos de mercado J.D. Power estima que os clientes no retalho tenham comprado menos três milhões de veículos nos EUA no primeiro trimestre do ano.

 

Estes dados serão seguidos com atenção numa altura em que o sector automóvel está no centro das atenções devido às tensões comerciais entre os Estados Unidos e a Europa.

 

Petróleo sobe para máximos de novembro

Os preços do petróleo subiram na sessão de ontem, a refletir o entusiasmo dos investidores com as perspetivas de crescimento económico. Os dados da China apontam para uma recuperação do ritmo de crescimento e isso elevou a especulação sobre o aumento do consumo de petróleo e derivados.

 

O Brent, transacionado em Londres e referência para Portugal, somou mais de 1,5% para 68,67 dólares por barril, atingindo máximos de novembro. O West Texas Intermediate (WTI), negociado em Nova Iorque, seguiu a mesma tendência, atingindo igualmente máximos de novembro.

 

Ver comentários
Outras Notícias