Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta segunda-feira, o mercado vai estar a reagir ao acordo parcial alcançado entre os Estados Unidos e a China. No Reino Unido, será aberta a nova sessão legislativa, enquanto em Bruxelas prosseguem as negociações sobre o Brexit.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Rita Faria 14 de outubro de 2019 às 07:30
Bolsas reagem a acordo parcial entre os EUA e a China

As bolsas europeias vão estar a reagir, esta segunda-feira, ao acordo comercial parcial alcançado na sexta-feira entre os Estados Unidos e a China, já após o fecho dos mercados no Velho Continente.

 

O entendimento, anunciado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, após uma reunião com o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, levou as bolsas norte-americanas a valorizarem mais de 1%, e aumentou a expectativa de um acordo abrangente que ponha um ponto final na guerra comercial entre as duas potências.

 

Nos termos do que foi acordado, a China fará algumas concessões no âmbito agrícola, nomeadamente com um aumento das suas compras de produtos norte-americanos, e os Estados Unidos "congelam" o agravamento das tarifas previsto para 15 de outubro.

 

Parlamento britânico abre sessão legislativa

rainha Isabel II vai abrir uma nova sessão do Parlamento, onde descreverá os planos legislativos do primeiro-ministro Boris Johnson. É o chamado Discurso da Rainha, protocolo que inclui a deslocação da monarca ao Parlamento para iniciar uma nova sessão legislativa.

 

Em meados de setembro, o primeiro-ministro decidiu suspender o parlamento durante cinco semanas para evitar ações legislativas que travassem o Brexit, mas o Supremo Tribunal considerou a medida "ilegal, nula e sem efeito".

 

Prosseguem negociações sobre o Brexit

Entretanto, em Bruxelas, prosseguem as negociações sobre o Brexit, depois de as intensas conversações levadas a cabo durante o fim de semana não terem gerado progressos. No domingo, Michel Barnier, o negociador europeu do Brexit, avisou os diplomatas dos restantes 27 Estados-membros da União Europeia que as negociações com o governo de Boris Johnson foram "difíceis" e que as propostas apresentadas por Londres ficam muito aquém do que é necessário para um acordo. "Ainda há muito trabalho a fazer", refere um comunicado oficial da Comissão Europeia.

 

As duas partes vão agora acelerar as negociações para tentar chegar a um entendimento até à próxima quinta-feira, dia em que se dá início à cimeira europeia. Um acordo entre as partes teria de ser aprovado pelos líderes europeus nesse encontro e depois ratificado pelo parlamento britânico no dia 19 de outubro.

 

Indicadores económicos na Zona Euro e China

Esta segunda-feira serão divulgados indicadores económicos que permitirão medir o pulso à evolução da economia da China e da Zona Euro. Na China serão divulgados os dados sobre a venda de carros em setembro, enquanto na região da moeda única serão conhecidos os números da produção industrial em agosto. 

 

Arranca OPS da Mota-Engil

A oferta pública de subscrições de obrigações da Mota-Engil arranca esta segunda-feira. Os investidores podem dar ordens de subscrição a partir das 8:30, com a operação a prolongar-se durante duas semanas. A empresa propõe-se pagar uma taxa bruta de 4,375% pelos títulos, que têm uma maturidade de cinco anos. O investimento mínimo é de 1.500 euros, com a companhia a pretender emitir 75 milhões de euros.  

 




Marketing Automation certified by E-GOI