Investidor Privado A sua semana dia-a-dia: Resultados e reunião da Fed marcam ritmo

A sua semana dia-a-dia: Resultados e reunião da Fed marcam ritmo

A primeira semana de Maio será marcada pela reunião da Reserva Federal dos EUA e pela publicação de resultados de empresas de grandes dimensões, como a Apple.
A sua semana dia-a-dia: Resultados e reunião da Fed marcam ritmo
Raquel Godinho 29 de abril de 2018 às 19:00
Segunda-feira INE publica diversos indicadores
O primeiro dia da semana será marcado pela publicação de um vasto conjunto de indicadores relativos à economia portuguesa. O Instituto Nacional de Estatística (INE) revela a estimativa rápida do índice de preços no consumidor, relativa a Abril. Serão ainda conhecidas as estimativas mensais de emprego e desemprego, referentes a Março, o índice de volume de negócios, emprego, remunerações e horas trabalhadas no comércio a retalho, em Março, os índices de produção industrial, em Março, e ainda o inquérito à avaliação bancária na habitação, em Março.

Terça-feira Apple apresenta contas trimestrais
A semana será ainda marcada pelo feriado do Dia do Trabalhador que, na Europa, será responsável pelo encerramento dos principais mercados accionistas. Do outro lado do Atlântico, a maior empresa do mundo, a Apple, apresenta as suas contas trimestrais. Mas, ao longo da semana, outras cotadas revelam os números do primeiro trimestre. É o caso da Berkshire Hathaway, McDonald's, BMW, Tesla, MasterCard, BP e Adidas.

Quarta-feira Eurostat divulga PIB e desemprego 

A meio da semana, na quarta-feira, o Eurostat divulga a evolução da taxa de desemprego, em Março, sendo que os economistas consultados pela Bloomberg antecipam que esta se tenha mantido nos 8,5%. Será ainda conhecido o rumo do produto interno bruto (PIB), no primeiro trimestre. Um dia depois, na quinta-feira, a Comissão Europeia divulga as suas estimativas económicas actualizadas. 

Quarta-feira Reserva Federal deixa juros inalterados

Na terça-feira, tem início a reunião de dois dias de política monetária da Reserva Federal dos Estados Unidos. O encontro termina na quarta-feira e será o segundo liderado por Jerome Powell. Ao contrário do que aconteceu no primeiro, onde subiu a taxa de juro, a estimativa dos economistas é de que mantenha o preço do dinheiro no intervalo entre 1,5% e 1,75%. Esta reunião reflecte-se de particular importância depois de, na semana passada, a "yield" das obrigações soberanas dos EUA terem superado, pela primeira vez desde Janeiro de 2014, os 3% devido à expectativa de que o banco central acelere a subida da taxa de juro devido ao acelerar da inflação. 

Quinta-feira REN divulga contas um dia depois dos CTT

Também na bolsa nacional a semana será marcada pela publicação de contas trimestrais. Na quinta-feira, será a REN a divulgar os números do primeiro trimestre, bem como a Impresa. Na véspera, os investidores estarão atentos às contas dos CTT e nomeadamente à evolução do seu Plano de Transformação Operacional.

Sexta-feira Desemprego em queda nos Estados Unidos
Como habitual, na primeira semana do mês será conhecida a evolução da taxa de desemprego, nos Estados Unidos. Esta sexta-feira, o Departamento do Comércio divulga este indicador relativo ao mês de Abril. A estimativa do consenso dos analistas ouvidos pela agência Bloomberg aponta para que esta taxa tenha descido para os 4% face aos 4,1% atingidos no mês anterior. Será conhecida a criação de postos de trabalho.



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI